Chefão da F-1 diz que acusação de cartel é "grande besteira"

Ecclestone aceita se encontrar com equipes médias para decidir futuro, mas se nega em dar mais dinheiro

Em resposta à carta enviada pelas equipes Force India, Lotus e Sauber pedindo uma revisão na distribuição do dinheiro da Formula One Management entre os times, e que chegou a chamar a união entre os comandantes da parte comercial da Fórmula 1 e as grandes Red Bull, Mercedes, Ferrari, McLaren e Williams de “cartel questionável”, o promotor da categoria, Bernie Ecclestone concordou conversar neste final de semana, em Abu Dhabi, mas classificou as acusações de “grande besteira”.

[publicidade] Respondendo à carta, assinada diretamente por Bob Fernley, chefe da Force India, Ecclestone disse esperar “que ele entenda qual a definição de um cartel. E se ele o fizer, como ele pôde acreditar que existe um cartel”.

O temor do inglês com o uso do termo é chamar a atenção da Comissão Européia, com a qual a Fórmula 1 já teve problemas no passado devido a seu modelo de gestão.

“Ele está falando muita besteira. Existe um problema e vamos nos encontrar com os chefes de equipes – eles não sabem do que estão falando”, defendeu à Press Association.  

Ecclestone seguiu defendendo que o problema das equipes médias e pequenas não é a quantidade de dinheiro recebida, mas sim má administração.
“Eles têm um contrato. Eles sabem exatamente o que assinaram e quanto dinheiro receberiam. O que não temos nenhum controle é sobre quanto eles gastam. Esse é o problema. Normalmente, em um negócio, primeiro você vê quanto vai ganhar e depois decide gastar menos do que isso, caso contrário terá problemas. Não parece que eles seguiram isso.”

O único ponto pacífico entre os times médios e Ecclestone é em relação às críticas ao motor V6 híbrido, que estreou nesta temporada. “Concordo com eles em 100%. Eu nunca pensei que essa unidade de potência era o que queríamos na Fórmula 1. Não fez nada pela indústria.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias