Chefe da F1 conversa com Dinamarca para GP em 2020

Chase Carey discute possibilidade de ver categoria retornando à península escandinava em corrida nas ruas de Copenhague

O chefe da Fórmula 1, Chase Carey, diz querer realizar uma corrida nas ruas da cidade dinamarquesa de Copenhague. Ele discutiu a proposta de fazer um GP na Dinamarca até 2020 com o prefeito da cidade e o ministro dos Negócios da Dinamarca em uma visita a Copenhague nesta última quarta-feira (11).

"Estamos entusiasmados com a oportunidade de explorar uma corrida em potencial aqui", disse Carey, acrescentando que nenhuma decisão foi tomada.

"Copenhague representa o tipo de localização que achamos que pode realmente fornecer uma ótima plataforma."

Novas corridas em "cidades destino" são uma parte da ambição dos novos proprietários da F1, a Liberty Media. Os norte-americanos querem remodelar o esporte após a saída do chefe de longa data do campeonato, Bernie Ecclestone. Eles visam eventos em mercados-chave, como EUA e Ásia.

O projeto de Copenhague está sendo apoiado por um consórcio liderado pelo ex-ministro Helge Sander e Lars Seier Christensen, co-fundador e ex-diretor chefe da plataforma de negociação on-line Saxo Bank.

"Eles não apenas veem isso como Copenhague, mas como toda a Escandinávia, que é um mercado em potencial para eles", disse Christensen.

Se a corrida ocorrer, seria o primeiro GP da Dinamarca da história. A última corrida na Escandinávia foi o GP da Suécia, realizado em Anderstorp de 1973 a 1978.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias