Chefe da F1: “Fórmula E não é um concorrente para nós”

Chase Carey desdenha de campeonato de carros elétricos: “é mais uma festa de rua do que um evento esportivo”

As declarações do chefe da Fórmula E, Alejandro Agag, de que em 20 ou 30 anos sua categoria será a única do esporte a motor, não pegaram bem para o chefe da Fórmula 1, Chase Carey.

O norte americano manteve o nível de Agag, mas desta vez fazendo críticas pesadas à Fórmula E.

"Estou feliz que ele tenha uma bola de cristal, na qual consiga ver de 20 a 30 anos no futuro", disse Carey ao Sport Bild.

"A Fórmula E não é um concorrente para nós. Representa uma coisa que interessa a todos nós: o meio ambiente.”

"É mais uma festa de rua do que um evento esportivo. As pessoas que estão lá dizem que se divertem porque há música e boa comida.”

"A Fórmula 1 é vista em todo o mundo, e agora temos a oportunidade de levá-la a um novo nível. Acredito que outros campeonatos nos ajudem, porque criam interesse no automobilismo.”

"A categoria rainha é e continuará a ser a Fórmula 1."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias