Chefe da Force India defende Ocon: “Não teve espaço”

compartilhar
comentários
Chefe da Force India defende Ocon: “Não teve espaço”
12 de nov de 2018 12:33

Otmar Szafnauer, chefe da Force India, defendeu Esteban Ocon pelo polêmico lance que definiu o GP do Brasil de 2018.

Na corrida em Interlagos, Ocon, que era retardatário, tentou descontar uma volta para Verstappen, que liderava a prova, após calçar pneus supermacios novos em seu pitstop. Contudo, o piloto da Force India tocou no holandês na saída do S do Senna, o que fez o Red Bull rodar. A liderança, então, parou nas mãos de Lewis Hamilton, que venceu.

A direção de prova considerou Ocon errado no lance e puniu o francês com um stop and go, além de pontos em sua carteira. Mesmo assim, Szafnauer evitou criticar seu piloto e afirmou que ele tinha o direito de fazer o que fez.

“As regras dizem que você tem permissão para descontar uma volta, e Esteban estava muito mais rápido que Max naquela altura”, disse. “Infelizmente, ele não teve nenhum espaço naquela curva, e aquilo arruinou a corrida para ambos.”

“Max provavelmente teria cinco, seis ou sete voltas lentas para fazer seus pneus funcionarem. Não podemos nos dar ao luxo de ficar presos atrás de ninguém, mesmo que ele fosse o líder. Temos outra corrida para correr. Não podemos nos dar ao luxo de perder 0s5 por volta, a cada seis voltas.”

“Max sabia que ele estava lá, porque eles foram lado a lado na curva 1. Ela [a manobra] não aconteceu na curva 1, então ele sabe que ele está lá. Para onde ele iria?”

Szafnauer destacou o trabalho feito por Ocon durante todo o GP. “Esteban fez um bom trabalho em recuperar terreno largando do fim do grid, e provavelmente teria terminado em 11º se não fosse o toque com Verstappen.”

O francês terminou a prova em 14º, enquanto que Verstappen ficou com o segundo lugar. 

Next article
Diretor de provas diz que manobra de Ocon foi “inaceitável”

Previous article

Diretor de provas diz que manobra de Ocon foi “inaceitável”

Next article

Rubinho vê brasileiros com chances na F1: “espero para c... que sim”

Rubinho vê brasileiros com chances na F1: “espero para c... que sim”
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Pilotos Esteban Ocon
Equipes Racing Point Force India