Chefe da Force India: Ferrari deve confiar em seus sistemas

Para Otmar Szafnauer, equipe italiana está arriscando abrir a porta para o "caos" se mudar sua organização demais em resposta a seus problemas de confiabilidade

As últimas três corridas foram desastrosas para a Ferrari, com Sebatian Vettel caindo para 59 pontos atrás de Lewis Hamilton no campeonato após um acidente em Cingapura e problemas de motore na Malásia e no Japão.

As recentes desvantagens já levaram a Ferrari a fortalecer seu departamento de controle de qualidade, colocando a espanhola Maria Mendoza, especialista em metais e produtos químicos, para ajudar a melhorar o desempenho dessa área.

Mas para Otmar Szafnauer, chefe das operações da equipe Force India, que também experimentou fazer parte de uma equipe oficial durante seu tempo na Honda, a chave no momento para a Ferrari é comprometer-se com os sistemas e as pessoas que eles possuem.

"O que você deve fazer é passar pelos procedimentos que tem e simplesmente segui-los", disse Szafnauer quando perguntado pelo Motorsport.com sobre sua reação à situação da Ferrari.

"Se isso acontecer aqui (na Força India) e tivermos um problema e não conseguirmos resolver, coloca na lista de avarias e revela o que aconteceu".

"Então, o engenheiro responsável irá dizer-lhe qual é a raiz do problema, como vamos solucioná-lo e como vamos ter certeza de que não se repetirá. Então, por exemplo, você se concentra na confiabilidade".

"O que você não pode fazer é começar a mudar o processo que sempre funcionou para você, porque isso leva ao caos".

"Se o processo não funcionar, então você deve dar um meio passo atrás, dar um olhar retrospectivo e dizer: ’OK, vamos mudar o processo e seguimos com isso’".

Szafnauer sugere que ter confiança em seus sistemas é ainda mais importante quando as equipes são tão grandes quanto a Ferrari, porque é muito fácil que a estrutura não se desarme.

"Quando a equipe é grande, e sua equipe (Ferrari) é muito maior que a nossa, é quando precisa desses procedimentos em seus lugares", disse ele.

"Então, se todos os seguirem e acharem a causa do problema, você pode corrigi-lo, experimentar e assegurar-se de que não aconteça novamente".

"Se você faz isso uma e outra vez, então você conserta isso, é o que eu faria. Normalmente, quanto maior a equipe, mais você precisa disso".

Diante da pergunta do quão difícil é para as equipes manterem certo nível quando enfrentam situações como a Ferrari agora, Szafnauer disse: "Isso também é um pouco cultural. Tudo depende de quem você é e de quem você não é".

"Mas se você tiver no lugar os procedimentos que todos devem seguir e está satisfeito de que foram estabelecidos no momento e correto e funcionam, então mesmo com as emoções você ainda pode superá-lo".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Ferrari
Tipo de artigo Últimas notícias