Chefe da Red Bull afirma estar fazendo o possível para salvar time

Tetracampeão do mundo com Vettel entre 2010 e 2013, Christian Horner espera convencer dono da marca para permanência

Com uma forte ameaça apresentada na Speed Week (veículo automobilístico da marca) nesta semana, a Red Bull nunca esteve tão próxima de deixar a Fórmula 1. O chefe da empresa de energéticos diz que não tem interesse na categoria se não puder ser campeão. Já Christian Horner, diretor da equipe, espera convencer o patrão.

"Dietrich Mateschitz não fala muito frequentemente, mas quando ele fala você tem que sentar e escutar", explicou Horner.

"Ele está um pouco desiludido com a F1 no momento e tem sido muito consistente nessa declaração. E é o meu trabalho tentar encontrar uma solução.”

"Temos um grande compromisso com a F1, uma grande força de trabalho, uma equipe muito talentosa, e eu estou fazendo o meu melhor para que possamos encontrar um motor competitivo para termos na equipe no próximo ano.”

"Mas é claro que se isso não for o caso existe um risco, pois a posição da Red Bull Racing é diferente de equipes como McLaren, Williams ou a Ferrari."

"F1 tem de provar ser um retorno de marketing a nível mundial e para fazer isso você precisa ter ferramentas à sua disposição."

Alteração das circunstâncias

Embora a Red Bull tenha um compromisso com Bernie Ecclestone para competir na F1 até 2020, Horner disse que é possível sair agora porque o esporte não está entregando benefícios como no passado.

"Como Bernie Ecclestone diz muitas vezes, as circunstâncias mudam. E as circunstâncias agora são muito diferentes em comparação com quando entramos.”

"Nossa intenção é encontrar uma solução. Há muito trabalho acontecendo em segundo plano para encontrarmos uma solução. Algumas coisas estão fora de nossas mãos, mas todo o esforço está acontecendo para garantir que a Red Bull Racing esteja aqui até 2020 e esperamos que além. Mas há algumas grandes questões que precisam de resposta."

Renault decisão iminente

A Red Bull ainda não confirmou oficialmente que vai se separar da Renault, mas Horner diz que as negociações com o fabricante francês estão ocorrendo.

"Há algumas discussões positivas acontecendo nos bastidores com a Renault", disse ele. "A posição da Red Bull e a posição da Renault são bastante claras com o que queremos alcançar, e espero que terminemos em breve as negociações.”

"Tudo é puramente especulativo. Mas nós estamos tendo várias conversas diferentes."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags horner, mateschitz