Chefe de aerodinâmica da Williams é demitido

compartilhar
comentários
Chefe de aerodinâmica da Williams é demitido
Scott Mitchell
Por: Scott Mitchell
Traduzido por: Daniel Betting
30 de mai de 2018 19:15

Dirk de Beer será substituído por Doug McKiernan, ex-chefe de aerodinâmica da McLaren

Williams logo on a pit boom
Williams FW41 in the garage
Lance Stroll, Williams FW41 Mercedes, leaves the garage
Sergey Sirotkin, Williams FW41
Lance Stroll, Williams FW41
Lance Stroll, Williams FW41, Sergey Sirotkin, Williams FW41
Lance Stroll, Williams FW41
Lance Stroll, Williams FW41

A Williams, que teve um péssimo início de temporada 2018 na F1, somando apenas quatro pontos em seis corridas devido a dificuldades com o FW41, anunciou a demissão de seu chefe de aerodinâmica, Dirk de Beer.

De Beer chegou à equipe inglesa vindo da Ferrari no início de 2017 e desempenhou um papel fundamental no design do carro deste ano. Sua partida vem depois que o chefe de design, Ed Wood, deixou o time no início de maio. O ex-chefe de aerodinâmica da McLaren, Doug McKiernan vai acumular as funções que eram de Wood e De Beer na Williams.

"Williams pode confirmar que Dirk de Beer não é mais chefe de aerodinâmica de maneira imediata", disse um porta-voz da Williams. "A equipe quer agradecer a Dirk por seu trabalho duro no ano passado e lhe deseja o melhor para o futuro".

"O designer-chefe, Doug McKiernan, que chegou este ano à Williams vai assumir a responsabilidade de aerodinâmica e design do carro, com Dave Wheater [anteriormente chefe de desempenho aerodinâmico] dando um passo à frente como chefe de aerodinâmica".

O consultor da Williams, Alex Wurz, disse no mês passado no GP da Espanha, onde o time foi o mais lento de todos, que o FW41 sofreu com falta de carga na traseira nas curvas.

Ele assegurou que a causa "deve ser um erro em algum ponto do software e da simulação".

Wurz disse que a pobre correlação tem sido um problema para a Williams há algum tempo e que a equipe precisará corrigi-la para salvar seu 2018.

Espera-se que um programa de recuperação chegue à pista antes das férias de verão. O piloto reserva, Robert Kubica, pilotou o carro na Espanha e acrescentou: "Muitas vezes, infelizmente, estamos em uma posição em que vamos à pista e não conduzimos. Não é divertido. É um trabalho duro".

Próxima Fórmula 1 matéria

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Williams
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias