Chefe de design se desliga da Williams após 12 anos

Ed Wood cita motivos pessoas para sair da equipe britânica, última colocada no mundial de construtores deste ano

O designer-chefe da Williams, Ed Wood, deixou a equipe após trabalhar no time britânico por 12 anos. Em um comunicado divulgado ao Motorsport.com, a equipe disse que a saída de Wood foi uma decisão tomada "por motivos pessoais".

Wood, 50 anos, ocupou anteriormente cargos nas equipes Ferrari e Renault, antes de ingressar na Williams em 2006, após um período como designer chefe na Prodrive em seu programa com a Subaru no WRC.

A notícia de sua saída foi comunicada em Barcelona, ​​sede da quinta etapa da temporada de 2018 da F1.

"Podemos confirmar que Ed Wood decidiu deixar a Williams por motivos pessoais", diz o comunicado.

"Como designer-chefe, Ed foi fundamental em muitos sucessos durante seu tempo com a equipe, incluindo os carros FW36 e FW37, que garantiram o terceiro lugar no campeonato de construtores em 2014 e 2015, respectivamente.”

"A equipe gostaria de expressar sua gratidão a Ed por seu trabalho árduo nos últimos 12 anos. Sua experiência, habilidade e paixão pela engenharia foram um grande trunfo para a Williams."

A saída de Wood vem contra uma recente onda de contratações feita pela equipe britânica, que assinou no passado com Paddy Lowe, da Mercedes, como diretor técnico, e o ex-Ferrari Dirk de Beer, além de indicar Doug McKiernan, anteriormente da McLaren, como engenheiro-chefe.

A Williams está tendo um início difícil com seu novo chassi FW41 em 2018, e atualmente está em último lugar na classificação dos construtores, com quatro pontos.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Williams
Tipo de artigo Últimas notícias