Chefe espera que Vettel mude de opinião sobre Kvyat

Depois de reclamações públicas do alemão em relação ao russo antes do pódio, chefes de Red Bull e Ferrari defendem paz

O incidente entre os dois carros da Ferrari e o russo Daniil Kvyat no início do GP da China do último final de semana se tornou um ponto polêmico na prova graças à atitude de Sebastian Vettel depois da corrida, acusando o russo de ter sido irresponsável em sua manobra.

Para o chefe da Red Bull, Christian Horner, ex-patrão de Vettel, o piloto alemão deverá mudar de opinião quando refletir sobre o que houve na primeira volta.

"Quando Seb der uma boa olhada, poderá mudar de opinião", disse Horner.

"Havia um enorme espaço por dentro, as Ferraris estavam disputando e Kvyat apenas levou vantagem.”

"Foi um incidente de corrida, para ser honesto. Eu não consegui ver nada de errado com ele."

Chefe da equipe Ferrari, Maurizio Arrivabene se recusou a culpar Kvyat pelo confronto que classificou como um incidente de corrida.

"Apontar o dedo para alguém não é correto", disse ele. "Kvyat estava fazendo sua corrida, entrando na curva em alta velocidade, mas Seb e Kimi estavam fazendo o mesmo.”

"Claro, se você quiser defender sua posição você se afasta, mas, infelizmente, Kimi estava lá. Isso é corrida. Não é Monopoly."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pista Shanghai International Circuit
Pilotos Sebastian Vettel , Daniil Kvyat
Equipes Ferrari , Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias