Chefe vê Kimi como culpado de má largada em Monza

Antes de análise dos dados, Maurizio Arrivabene arrisca palpite de erro após ver mãos de Raikkonen em replay

Depois de uma classificação brilhante no último sábado, Kimi Raikkonen jogou tudo pelos ares com uma largada péssima que o levou de segundo para último lugar.

O time ainda espera confirmação oficial do que houve, mas, enquanto isso, o chefe Maurizio Arrivabene acredita que o finlandês não tenha manejado corretamente as borboletas da embreagem.

"Se for uma questão técnica, iremos informar", explicou. "Olhando para o momento, nas imagens da televisão, parece que ele estava tendo um pouco de dificuldade com os dedos para seguir o procedimento. Mas acusar antes de ter os dados é errado.”

"O que eu tenho a dizer é que, sendo positivo, ele teve uma classificação fantástica e hoje na corrida fez um trabalho muito bom com as ultrapassagens. Ficamos felizes.”

"Se você me perguntasse qual seria a situação ideal, seria ver Kimi passando em primeiro na primeira curva.”

"Temos de ficar felizes. Mas tivemos um piloto em segundo e ainda estamos em segundo lugar no campeonato de construtores. Tudo bem."

Raikkonen perplexo

Raikkonen foi inflexível dizendo que seguiu seus procedimentos normais de largada.

"O motor morreu quando eu soltei a primeira embreagem", disse ele. "Até onde sei, fiz as coisas corretas, mas podemos ter tido um problema com a segunda embreagem. Não sei se a segunda estava no lugar correto. Acho que estava no lugar de sempre, mas eu não sei exatamente.

"Seja o que for, o anti-stall foi acionado e depois de alguns segundos eu estava em último lugar. Fizemos o melhor que podíamos, mas estávamos bastante desapontados. A corrida foi ok."

"Nós terminamos em quinto, mas quando você começa em segundo e acaba em última na primeira curva é um pouco decepcionante."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pista Monza
Pilotos Kimi Raikkonen
Equipes Ferrari
Tipo de artigo Últimas notícias