Chuva e frio prometem marcar fim de semana no Canadá

A sexta-feira, quando estreiam os novos pneus Pirelli, deve ser especialmente complicada para pilotos e equipes

A prova de 2011 teve mais de 4h de duração devido à chuva

A chuva é uma companheira comum ao GP do Canadá, que ficou marcado como o mais longo da história em 2011, quando uma longa paralisação devido ao aguaceiro que caiu pouco depois da largada fez a prova ser interrompida. No total, mais de 4h separaram a largada da vitória de Jenson Button.

Para esta semana, a previsão promete complicar a vida de pilotos e equipes, com tempestades previstas para a sexta-feira, quando serão realizados os treinos livres. No dia em que serão testados os novos pneus da Pirelli, a expectativa é de frio, com máxima de 18ºC.

O mesmo cenário deve acompanhar a classificação, no sábado, mas, se por um lado as chuvas devem ser menos intensas, haverá mais vento, o que modifica o comportamento dos carros. No domingo, o tempo abre, com previsão de sol e temperatura máxima de 22ºC. Ainda assim, há 20% de possibilidade de chuva.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Canadá
Tipo de artigo Últimas notícias