Chuva pode ser elemento surpresa em Cingapura, diz Hembery

compartilhar
comentários
Chuva pode ser elemento surpresa em Cingapura, diz Hembery
Por: Bruno Vicaria
20 de set de 2011 14:07

Exigências de circuito urbano asiático podem dobrar com chuva que pode cair ao fim do dia, por conta do calor da região

Largada de Cingapura em 2010

Para Paul Hembery, a chuva pode ser um elemento surpresa na corrida de Cingapura, marcada para este domingo nas ruas de Marina Bay.

Além de destacar a necessidade de bastante aderência, por conta da alta tração exigida, o diretor esportivo da Pirelli ressalta o fato de o calor de Cingapura sempre trazer chuva para o fim do dia, quando serão realizados os treinos livres.
 
"É uma corrida mais lenta, onde é preciso muita tração e grip. Contudo, a grande surpresa que pode vir em Cingapura é a chuva. Normalmente, faz muito calor de dia e o céu despenca lá pelas 18h", comenta.
 
"Se tivermos chuva à noite, a luz pode fazer as coisas serem espetaculares. Não sei o que os pilotos pensam do reflexo da luz no circuito, mas pode ser um elemento surpresa", completa.
 
(Colaborou Felipe Motta)
Próxima Fórmula 1 matéria
Force India: carro agora rende bem em pistas lentas

Previous article

Force India: carro agora rende bem em pistas lentas

Next article

Conheça mais sobre o trabalho do engenheiro de dados da F-1

Conheça mais sobre o trabalho do engenheiro de dados da F-1

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Bruno Vicaria
Tipo de matéria Últimas notícias