Cinegrafista sofre fraturas após ser acertado por pneu

Red Bull foi multada após liberar Webber sem que a a roda do carro do australiano estivesse presa; Horner pede mais segurança

O cinegrafista Paul Allen passa bem após ser atingido pela roda do carro de Mark Webber durante o GP da Alemanha. O profissional foi levado ao hospital Koblenz, nos arredores de Nurburgring, onde foram constatadas fraturas em duas costelas, o ombro deslocado e uma concussão. Allen ficou consciente durante todo o processo de atendimento.

A equipe Red Bull foi multada em 30 mil euros por ter liberado o carro do Webber mesmo com a roda ainda não afixada. O carro do australiano foi puxado pelos mecânicos de volta para a posição de box, onde o time completou a troca. Mesmo tendo caído para último, Webber terminou em sétimo.

“Ainda precisamos entender por que a roda não foi afixada, mas nossa principal preocupação era com a saúde do cinegrafista”, afirmou Christian Horner, chefe da Red Bull, ouvido pelo TotalRace. “É uma pena o que aconteceu, mas é apenas um lembrete do quão perigosa pode ser a vida no pitlane. O mais importante é que ele está bem e ainda vamos decidir o que vamos fazer.”

O britânico chamou a atenção para a possibilidade das pessoas que estão trabalhando no pitlane terem a segurança reforçada para evitar novas situações como a de Nurburgring. “Talvez seja o momento de outras pessoas que trabalham no pitlane, além dos mecânicos, usarem equipamentos de segurança. Precisamos estudar o que pode ser feito, especialmente para proteger a cabeça.”

O dirigente contou que a equipe optou por não informar Webber do ocorrido. “Decidimos não informar Mark do que havia acontecido durante a corrida para que ele não tivesse de correr com isso na cabeça. Mas contamos para ele depois e ele ficou muito preocupado.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias