Stoffel Vandoorne

Coluna do Vandoorne: McLaren deverá andar bem em Cingapura

Piloto belga deixa infrutífero GP italiano para trás e explica por que sua equipe deverá fazer sua melhor largada de 2017 na próxima corrida

Todos na McLaren-Honda dirigiram-se ao GP da Itália preparados para um fim de semana difícil, mas, apesar dos problemas técnicos que tivemos, foi realmente um evento bastante positivo para nós.

Em termos de desempenho do nosso pacote na pista, e do meu lado pessoal também, acho que foi um fim de semana muito forte considerando o layout de Monza e o déficit de velocidade nas retas que sabemos ter. Por termos sido capazes de andar no top-10 no treino livre, e por termos chegado ao Q3, foi um ótimo resultado.

Dirigindo-se à classificação, sabíamos que a chuva nos daria uma boa oportunidade. Foram condições muito difíceis para todos, e foi difícil tomar as decisões dos pneus em termos de pneus intermediários ou de pista molhada.

Houve muita interação com a equipe para tomar a melhor decisão, mas acho que, no final, foi uma qualificação razoável para nós. No Q3, foi uma pena que tivéssemos o problema do motor antes da minha volta final, porque acho que, de outra forma, poderíamos começar mais à frente.

Esse problema do motor também significava que eu precisava de uma mudança de motor para a corrida, então eu começaria a partir da parte traseira do grid. Isso foi decepcionante porque, olhando para nosso ritmo na corrida, começamos nos dez melhores, tenho certeza de que poderíamos ter ficado lá.

Mesmo assim, vindo da parte de trás do grid, meu começo foi muito bom. Ganhei três ou quatro lugares na primeira volta e ganhei alguns outros lugares nas primeiras voltas.

Na verdade, estávamos bastante fortes, seguindo Toro Rosso, Red Bull e Haas na pista. Senti que estávamos mais rápidos do que eles, mas era muito difícil de ultrapassar.

Então decidimos mudar um pouco a estratégia para tentar fazer os pneus durarem um tempo maior. Isso estava funcionando bem, mas na volta que fizemos o pitstop, o motor teve o mesmo problema que no dia anterior, na qualificação - então estávamos fora.

Parece, no entanto, que a falha não significa uma penalidade para a próxima corrida em Cingapura, porque acredito que podemos mudar as peças. Então, tudo deve ir bem com o motor, e isso é positivo para a Cingapura porque queremos ter um fim de semana sem problemas.

Eu acho que Cingapura será uma boa oportunidade para marcarmos alguns pontos positivos, mas precisamos lembrar que há dois Mercedes, dois Ferrari e dois Red Bulls que ainda estarão na nossa frente. Então, só precisamos trabalhar duro e então acho que podemos surgir como a quarta equipe em Cingapura.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Stoffel Vandoorne
Equipes McLaren
Tipo de artigo Conteúdo especial
Topic Stoffel Vandoorne