Com a idade do tri Vettel, Hulk garante: "Minha hora vai chegar"

Aos 25 anos e na terceira temporada como piloto titular, garoto prodígio enfrenta caminho tortuoso na Fórmula 1

Depois de colecionar títulos nas categorias de base e chegar à Fórmula 1 pela Williams, talvez Nico Hulkenberg esperasse mais. Porém, o alemão foi preterido ao final da temporada de 2010 no time de Grove e ficou um ano “na banheira”, como piloto de testes da Force India. Efetivado no campeonato seguinte, mostrou consistência e foi contratado pela Sauber.

Aos 25 anos, mesma idade do já tricampeão Sebastian Vettel e com dois a menos que Sergio Perez, da tradicional McLaren, Hulkenberg tem motivos para acreditar que sua carreira anda em ritmo lento na Fórmula 1 – mas vê seu dia de glória chegando.

“Adoraria estar vencendo corridas, não há dúvidas, mas você precisa ser paciente e o timing precisa ser perfeito para todos. Há muitos que tiveram de esperar por bastante tempo para que sua hora chegasse”, afirmou o piloto, ouvido pelo TotalRace.

Mesmo sem nenhum pódio na carreira, sempre correndo por equipes médias, Hulkenberg já sentiu o gosto de liderar o pelotão em três oportunidades, cada um com um time diferente: fez a pole no GP do Brasil de 2010, com Williams; viu as chances reais pelo menos de pódio evaporarem em um erro no mesmo circuito de Interlagos em 2012 de Force India e recentemente teve uma grande primeira parte de corrida na China de Sauber. São momentos como esse que o fazem acreditar que está no caminho certo.

“Estou confortável onde estou no momento, aumentando minha experiência na Fórmula 1, me concentrando em ser um piloto melhor em chegará o momento em que estarei lutando por vitória.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Nico Hulkenberg
Tipo de artigo Últimas notícias