Com decisão inspirada, Hamilton vence em Silverstone na chuva

Piloto inglês coloca pneus intermediários no momento exato para conquistar sua terceira vitória na Inglaterra; Massa é 4º.

Tido como o melhor piloto da atual F1 na chuva, Lewis Hamilton se aproveitou de uma inspirada decisão para vencer neste domingo pela terceira vez o GP da Grã-Bretanha, em Silverstone. Ele entrou nos pits assim que Rosberg começou a chegar após passar o brasileiro Felipe Massa pelo segundo lugar. A chuva aumentava e o alemão era mais rápido. A decisão foi total do britânico.

Com Hamilton parando uma volta antes de Rosberg e Massa, ele conseguiu aproveitar o fato de a chuva estar se intensificando para ganhar tempo e abrir mais de oito segundos. Com isso, Rosberg, que ensaiou um bote em Hamilton, acabou ficando em segundo muito atrás do inglês. Foi a 38ª vitória do bicampeão.

Felipe Massa fez uma boa corrida. Saindo de terceiro, ele largou melhor que as Mercedes e liderou a prova até a primeira parada. Porém, Hamilton, com um trabalho de pit melhor, saiu dos boxes em primeiro, com Massa em segundo. O britânico havia parado uma volta antes do brasileiro. A chuva atrapalhou Felipe, que foi ultrapassado por Rosberg (a exemplo de Bottas). Depois, Massa ainda ficou na pista por uma volta a mais que Hamilton e Vettel com pneus de pista seca.

Isso tirou do brasileiro o pódio, já que Vettel conseguiu passá-lo por ter feito uma volta mais rápida que a de Massa com slicks no molhado. Massa foi o quarto, com Bottas em quinto.

Fecharam o top-10 Kvyat, Hulkenberg, Raikkonen, Perez e Alonso – primeiro ponto do espanhol na McLaren.

A corrida nem começou para Felipe Nasr. O piloto da Sauber teve problemas no câmbio levando seu carro para o grid. A Sauber até foi empurrada para os pits para tentar largar dos boxes, mas o problema era terminal e o brasileiro foi obrigado a desistir.

Na saída, Felipe Massa largou muito melhor que as duas Mercedes e foi para a ponta. Bottas passou Rosberg e até chegou a passar Hamilton, mas o inglês conseguiu se recuperar na curva 4. Enquanto isso, mais atrás, as duas Lotus se tocaram na curva 3. Alonso tentou evitá-las, mas acabou rodando e acertando Button.

O acidente tirou Grosjean e Button da corrida. Alonso teve de ir para os boxes trocar o bico. Isso trouxe o Safety Car para a pista. Maldonado, por danos do acidente, parou seu carro na entrada dos pits e também abandonou.

Na volta 4 o Safety Car voltou para os pits. Logo após a linha de entrada dos boxes, Hamilton tentou atacar Massa. No entanto, Massa segurou o britânico, que saiu da pista. Bottas conseguiu recuperar a posição de Hamilton, voltando a fazer a dobradinha da Williams. Logo na curva 2, Max Verstappen saiu da pista, rodou e ficou atolado na brita, abandonando a prova.

O top-10 era Massa, Bottas, Hamilton, Rosberg, Hulkenberg, Raikkonen, Kvyat, Vettel, Perez e Sainz.

Bottas abriu ataque contra Massa. No início, a Williams segurou o piloto sob a alegação de tentar abrir das Mercedes. No entanto, com Massa andando mais lento, o time liberou o ataque de Bottas, desde que conseguisse uma “ultrapassagem limpa”.

Com 14 voltas, Ricciardo foi para os pits e trocou os pneus médios pelos duros. Vettel, Raikkonen, Sainz e Alonso fizeram o mesmo em seguida.

Hamilton parou na volta 20, o que fez a Williams reagir e parar na volta seguinte com Massa. Junto com ele veio Nico Rosberg. Os dois saíram dos boxes juntos. Uma parada de 2.4s de Hamilton fez com que ele ultrapassasse o brasileiro, depois que a Williams fez um trabalho de 3.8s. Bottas parou na volta seguinte e se manteve à frente de Rosberg após grande luta nas curvas 3 e 4.

O top-10 era Hamilton, Massa, Bottas, Rosberg, Raikkonen, Vettel, Kvyat, Hulkenberg, Sainz e Perez. Ricciardo abandonou a prova após reclamar de problemas em seu motor. 14 carros ainda estavam na prova.

Na volta 30, a Mercedes alertou Rosberg de que a chuva estava a 15 minutos do autódromo. Três voltas depois, a direção de prova colocou pela primeira vez na história da F1 o Safety Car Virtual após Carlos Sainz Jr parar na última curva com problemas mecânicos. A intervenção durou duas voltas e manteve as distâncias.

Na volta 38 a chuva começou de fato. As duas Manors, Ericsson e Alonso foram para os pits e colocaram pneus intermediários. Kimi também foi para os pits e trocou. Bottas errou na saída da Copse na volta 39, o que fez com que Rosberg o passasse. Com mais ritmo, o piloto alemão também passou Massa em seguida. O alemão também começou a tirar diferença de Hamilton. Só que Lewis foi para o box no momento em que ele chegou.

Foi uma decisão inspirada, já que a chuva começou para valer. Isso lhe garantiu o triunfo. Vettel, parando na mesma volta, passou Massa por estar mais rápido. Hamilton ganhou, com Rosberg, Vettel, Massa e Bottas atrás.

A próxima etapa acontece na Hungria, no dia 26 de julho.

Confira o resultado:

 Pos.   Piloto   Equipe  Tempo/Dif.  Voltas
Lewis Hamilton Mercedes 1:31:27.729 52
Nico Rosberg Mercedes +10.956 52
Sebastian Vettel Ferrari +25.443 52
Felipe Massa Williams +36.839 52
Valtteri Bottas Williams +1:03.194 52
Daniil Kvyat Red Bull +1:03.955 52
Nico Hulkenberg Force India +1:18.744 52
Kimi Raikkonen Ferrari +1 volta 51
Sergio Perez Force India +1 volta 51
10  Fernando Alonso McLaren +1 volta 51
11  Marcus Ericsson Sauber +1 volta  51
12  Roberto Merhi Marussia +3 voltas  49
13  Will Stevens Marussia +3 voltas  49
14  Carlos Sainz Toro Rosso Abandonou  31
15  Daniel Ricciardo Red Bull Abandonou  21
16  Max Verstappen Toro Rosso Abandonou  3
17  Pastor Maldonado Lotus Abandonou  1
18  Jenson Button McLaren Abandonou  0
19  Felipe Nasr Sauber Não largou  0
20  Romain Grosjean Lotus Abandonou  0
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Sub-evento Domingo corrida
Pista Silverstone
Pilotos Lewis Hamilton
Equipes Mercedes
Tipo de artigo Relato da corrida