Com dois pontos na tabela, Schumacher ganha apoio de Ross Brawn

Chefe da equipe sai em defesa do alemão e salienta que problemas técnicos foram grandes responsáveis por abandonos

Schumacher tem apenas dois pontos no campeonato

 

Depois do quarto abandono em seis provas, Ross Brawn saiu em defesa de Michael Schumacher. O chefe da Mercedes salientou que o alemão sofreu problemas técnicos na maioria das vezes e o fato de ter apenas dois pontos no campeonato é uma questão que a equipe tem de resolver, não apenas o piloto.

“As coisas têm funcionado melhor com Nico. Certamente a vitória foi ótima e acho que nas últimas quatro provas ele foi o segundo ou terceiro que marcou mais pontos. Então com Nico não estamos tão mal. Mas acho que o problema com Michael marcando apenas dois pontos não tem só a ver com ele. Tem a ver com problemas técnicos que tivemos com o carro.”

 Na Austrália, Schumacher abandonou quando era quarto colocado por um problema de câmbio. Na China, era segundo quando, em seu primeiro pit stop, a equipe não fixou corretamente sua roda. O alemão encheu a traseira de Bruno Senna no GP da Espanha e, na prova seguinte, voltou a sofrer com falhas técnicas, desta vez na pressão de combustível, em Mônaco.

“Meu ponto de vista é que sempre olhemos para isso coletivamente, e não ‘o piloto cometeu um erro’ ou ‘a equipe cometeu um erro’. Prefiro ‘juntos, não fizemos um bom trabalho’. E é o que acontece com Michael.”

 “Quando falo sobre a equipe, falo sobre os pilotos também, pois eles não estão fora da equipe. Nós – e isso inclui Michael – não fizemos coletivamente um trabalho bom o bastante nas primeiras seis corridas porque ele tem dois pontos e isso não é o suficiente.” 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Michael Schumacher
Tipo de artigo Últimas notícias