Com lugar na Lotus ameaçado, Grosjean diz que F-1 é um mundo sem piedade

Francês não sabe se permanecerá no time em 2013 e comenta que categoria é muito mais difícil do que ele imaginava

Grosjean atende a imprensa em Interlagos

Após se envolver em muitos acidentes na temporada e chegar até a ser suspenso por uma corrida pela FIA, Romain Grosjean não sabe se terá vaga na Lotus em 2013. Com o lugar ameaçado, o francês concordou que a Fórmula é um mundo sem piedade.

“Sim, é um mundo sem piedade”, respondeu ao jornal suíço Le Martin. “Mas assim é o mercado, não há espaço para misericórdia. Os assentos na F-1 são escassos e por isso não há presentes”, lamentou Grosjean.

Guiando pela Lotus em 2012, o francês conseguiu três pódios, mas somou menos da metade dos pontos de seu companheiro de equipe Kimi Raikkonen. “A Fórmula 1 é mais difícil do que eu imaginava. Quando voltei vi que havia uma montanha para escalar e, quando comecei a subir, percebi o quão alto era”, refletiu. 

Vários pilotos estão sendo cogitados para pilotar ao lado de Raikkonen em 2013. Além do próprio Grosjean, Kobayashi e Kovalainen são dois nomes que ganharam força nos últimos dias.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias