Com mais pontos que em 2012, Alonso comemora carro melhor

Mesmo com problemas em duas das quatro etapas, espanhol destaca o crescimento do desempenho da Ferrari

Nos pontos, a diferença pode não ser das maiores: Fernando Alonso somou 47 pontos após as quatro primeiras etapas do ano, contra 43 na temporada passada. Porém, o espanhol destaca a diferença no rendimento do carro, que lhe dá muito mais confiança para lutar pelo título.

Também há uma diferença importante entre os inícios das campanhas de 2012 e 2013: enquanto ano passado era difícil imaginar que Alonso pudesse ter conquistado mais do que um quinto, um nono, um sétimo lugares e uma vitória mais que inesperada, na Malásia, neste campeonato o piloto abandonou uma prova com uma asa quebrada e sofreu um problema inédito na equipe em sua asa traseira móvel.

“Muitas coisas mudaram no carro”, comemora Alonso. “Como havia dito logo no começo, era praticamente impossível que o carro fosse pior que o que começou 2012 porque tínhamos que colocar um jogo de pneus macios para passar da Q1. Depois, pelo menos um carro ficava de fora na Q2 e, na Q3, era uma questão de saber se éramos nonos ou sétimos.”

Uma das grandes vantagens da melhora do rendimento é a melhora nas posições do grid. Com média de largada entre a 5ª e 6ª posições ano passado, Alonso agora tem média de 3,5. “Neste ano, nosso carro é mais competitivo, o que nos permite ficar mais tranquilos na classificação. Na corrida, podemos aproveitar nossos pontos fortes, que são a largada e a estratégia.”

Ainda assim, Alonso cobra que a Ferrari siga melhorando. “Ainda não temos o carro mais rápido, que ainda é a Red Bull. Teremos mais peças em Barcelona e em Mônaco e tomara que possamos nos igualar a eles.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias