Com problemas nos pneus, Hulkenberg comemora oitavo lugar

Alemão disse ter tirado o máximo de sua Force India; já Di Resta lamentou rodada que acabou com seus Pirelli

Após largar em sexto, Nico Hulkenberg não teria muitas razões para se orgulhar da oitava posição no GP dos Estados Unidos, mas o alemão revelou que passou por uma série de problemas e que, a partir da 10ª volta, só pensava em terminar nos pontos.

“Foi outra corrida dura, mas muito satisfatória por ter tantas boas batalhas e eu conseguir marcar quatro pontos. Acho que tiramos o máximo do carro hoje e devemos ficar contentes com o que alcançamos. No começo parecíamos estar muito fortes, mas depois de dez voltas os pneus perderam rendimento. Trocamos para os duros, mas ainda não éramos competitivos, então era uma questão de forçar pelos pontos.”

Seu companheiro, Paul Di Resta, também teve um domingo longe do ideal e, após uma rodada, teve de trocar os pneus pela segunda vez, em prova na qual a grande maioria fez apenas uma parada. Assim, perdeu terreno, chegando em 15º.

“Eu larguei bem e, nas primeiras voltas, estávamos em uma ótima posição e avançando. Talvez tenhamos esperado muito antes de parar, porque tive dificuldades de aquecimento. Lutava com o carro saindo de frente, o perdi e rodei. Forcei um pouco demais para manter os carros atrás de mim. Isso acabou com meus pneus e tive de fazer uma segunda parada.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP dos EUA
Pilotos Paul di Resta , Nico Hulkenberg
Tipo de artigo Últimas notícias