Como Bottas em Baku, veja outros GPs perdidos de forma cruel

compartilhar
comentários
Como Bottas em Baku, veja outros GPs perdidos de forma cruel
30 de abr de 2018 14:13

Imprevisível, a Fórmula 1 já pregou peças em alguns de seus pilotos nas últimas voltas de suas corridas; relembre

Furando seu pneu traseiro direito em um pedaço de carro na grande reta de Baku a três voltas do fim, Valtteri Bottas entrou para uma lista extensa de pilotos que perderam provas na F1 pelos motivos mais cruéis.

Relembre:

Galeria
Lista

GP da Hungria 2008 – Felipe Massa

GP da Hungria 2008 – Felipe Massa
1/11

Foto de: Sutton Motorsport Images

O brasileiro vinha para uma vitória importantíssima para sua campanha em 2008 após ter visto Lewis Hamilton vencer as duas corridas anteriores. No entanto, a três voltas do fim, seu motor estourou na reta de Hungaroring e deixou a vitória para Heikki Kovalainen. A Ferrari culpou um lote de bielas problemático.

GP da Europa 2005 – Kimi Raikkonen

GP da Europa 2005 – Kimi Raikkonen
2/11

Foto de: Steven Tee / LAT Images

Depois de ter saído da pista durante a corrida, Kimi tentava segurar Fernando Alonso, que se aproximava sabendo que o pneu dianteiro direito do finlandês estava dechapado. Na última volta, a suspensão da McLaren cedeu e ele acabou batendo na primeira curva de Nurburgring.

GP da Espanha 2001 – Mika Hakkinen

GP da Espanha 2001 – Mika Hakkinen
3/11

Foto de: DaimlerChrysler

O cenário parecia pronto para a primeira vitória de Hakkinen em 2001. No entanto, um problema mecânico na última volta o fez parar na pista. A diferença do piloto para o segundo, Michael Schumacher, era de mais de 20s.

GP da Hungria 1997 – Damon Hill

GP da Hungria 1997 – Damon Hill
4/11

Foto de: LAT Images

Um roteiro improvável se realizava em Hungaroring no ano de 1997. Com a fraca Arrows-Yamaha, Damon Hill abria na liderança e parecia ter nas mãos uma corrida histórica. No entanto, uma falha hidráulica lhe fez perder ritmo e Jacques Villeneuve o passou na última volta. O britânico ainda conseguiu ser o segundo.

GP da Alemanha 1996 – Gerhard Berger

GP da Alemanha 1996 – Gerhard Berger
5/11

Foto de: LAT Images

Depois da saída de Michael Schumacher, a Benetton não vinha enfrentando um bom ano em 1996. Sua primeira possibilidade concreta de vitória apareceu no GP da Alemanha, quando Berger se segurava bravamente em primeiro dos ataques de Hill. No entanto, a três voltas do fim seu motor estourou, e ele foi obrigado a esperar mais um ano para voltar às vitórias.

GP da Alemanha 1993 – Damon Hill

GP da Alemanha 1993 – Damon Hill
6/11

Foto de: Sutton Motorsport Images

Sem trocar os pneus, o piloto britânico parecia caminhar para sua primeira vitória. Mas, com um furo a duas voltas do fim, ele deu adeus à prova e teve que adiar o sonho de vencer na F1 mais uma vez...

GP da Grã-Bretanha 1993 – Damon Hill

GP da Grã-Bretanha 1993 – Damon Hill
7/11

Foto de: Sutton Motorsport Images

Isso porque uma corrida antes, na Inglaterra, ele já havia perdido uma prova nos últimos momentos, quando seu motor estourou e deu o GP para seu parceiro Alain Prost. Hill venceu sua primeira após o GP da Alemanha, na Hungria.

GP do Canadá 1991 – Nigel Mansell

GP do Canadá 1991 – Nigel Mansell
8/11

Foto de: LAT Images

Uma das histórias mais famosas da F1. Já acenando para a torcida na última volta do GP do Canadá de 1991, Nigel Mansell abaixou bastante a rotação de seu motor. No hairpin de Montreal, seu carro acabou desligando devido à baixa velocidade e Nelson Piquet, que vinha 50s atrás, venceu sua última prova na carreira.

GP da Itália 1988 – Ayrton Senna

GP da Itália 1988 – Ayrton Senna
9/11

Foto de: LAT Images

Dominada inteiramente pela McLaren, a temporada de 1988 tem apenas uma mancha para o time britânico. Na Itália, Prost abandonara com um problema mecânico e Senna, que liderava com uma vantagem gigantesca para as duas Ferraris, acabou se tocando com a Williams de Jean-Louis Schlesser e abandonou a corrida a apenas duas voltas do fim.

GP da França 1977 – John Watson

GP da França 1977 – John Watson
10/11

Foto de: Sutton Motorsport Images

Watson liderou quase a corrida toda logo à frente de Mario Andretti, até que sua Brabham, na última volta, o tirou a vitória. O problema? Falta de combustível no beberão motor V12 da Alfa Romeo. Ele teve de se contentar com o segundo lugar.

GP de Mônaco 1970 – Jack Brabham

GP de Mônaco 1970 – Jack Brabham
11/11

Foto de: Sutton Motorsport Images

Disputando a vitória com Jochen RIndt até a última volta depois de perder uma vantagem de 9s, ele se defendeu colocando seu carro por dentro na antiga curva do gasômetro – então última da pista. Mas, na sujeira, seu carro não parou e ele bateu, entregando a vitória para o austríaco. O australiano ainda voltou e foi o segundo.

Próxima Fórmula 1 matéria
VÍDEO: Calamidade da Red Bull em Baku

Previous article

VÍDEO: Calamidade da Red Bull em Baku

Next article

Gasly critica Magnussen: "mais perigoso com quem já corri”

Gasly critica Magnussen: "mais perigoso com quem já corri”
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Tipo de matéria Conteúdo especial