Confira como foi o GP da Itália de F-1 em frases

compartilhar
comentários
Confira como foi o GP da Itália de F-1 em frases
Por: Bruno Vicaria
13 de set de 2011 11:50

Veja a corrida realizada em Monza por outros olhos, os dos pilotos, e entenda melhor os detalhes que marcaram a vitória de Vettel

Sebastian Vettel é abordado pelos jornalistas em Monza

O primeiro dia do GP da Itália viu Sebastian Vettel superar Lewis Hamilton por apenas 0s036, com Michael Schumacher em um bom terceiro, à frente de Felipe Massa, que superou Fernando Alonso, Mark Webber e Jenson Button. Bruno Senna superou Petrov e foi décimo. Todos preferiram a cautela.

"Estou bem feliz com o carro. A McLaren está rápida em particular. É difícil julgar a sexta-feira, que é uma bagunça no tráfego, o tempo de volta é apenas um pedaço de papel" - Sebastian Vettel.
 
"Acho que estamos em uma posição forte, mas não sei o que as Red Bull estão fazendo. Eles estão muito rápidos, será difícil batê-los, mas não acho que será impossível" - Lewis Hamilton.
 
"As coisas estão indo bem, haja vista minha posição hoje, e estou feliz com isso, mas só vamos descobrir amanhã se é isso mesmo" - Michael Schumacher.
 
"Os rivais começaram muito bem e a gente não, mas melhoramos bastante na segunda sessão. Mas ainda temos o que trabalhar e entender o melhor caminho, principalmente na aerodinâmica" - Felipe Massa.
 
"Quando colocarmos tudo o que foi positivo no carro amanhã, esperamos estar mais competitivos" - Fernando Alonso.
 
"Acho que vamos ver os caras de sempre na frente, sem grandes surpresas amanhã. Nós estaremos brigando com certeza, mas em qual ordem, não dá para saber" - Mark Webber.
 
"Precisamos trabalhar na consistência do acerto e ainda não sei o limite do carro, mas estou animado. O dia foi positivo, e estar perto do Vitaly é uma grande vitória" - Bruno Senna.
 
A classificação viu Vettel colocar quase meio segundo de diferença em Hamilton (e poderia ter sido mais, não fosse um erro), com Button e Alonso na segunda fila; Webber e Massa fecharam o "top 6", com Schumacher somente em oitavo, enquanto Senna foi décimo sem andar no Q3, Barrichello o 13º e Pastor Maldonado bateu no Q1, mas saiu em 14°.
 
“Parecia que seria muito mais apertado. Já iria melhorar na segunda volta da primeira saída, mas cometi um erro" - Sebastian Vettel.
 
“Não foi um bom resultado, acho que eu poderia tirar mais alguns décimos do carro" - Fernando Alonso.
 
“Terceiro é bom, mas aqui não tem muito espaço para passar na primeira curva. Não tínhamos carro para competir com Seb, ele está muito rápido" - Jenson Button.
 
"A velocidade em reta é muito importante em Monza. Este ano a diferença é que na classificação se pode usar o DRS a vontade e na corrida não. Então, há acertos que te fazem andar rápido em classificação e outros em corrida. Veremos amanhã quem acertou" - Fernando Alonso. 
 
"Os pneus estavam fortes o bastante na primeira volta, então duas tentativas eram o melhores caminhos, mas no final das contas não tirei tudo do carro com apenas uma saída" - Mark Webber.
 
"Para estar na frente faltou carro, mas podia ter feito uma volta melhor. Peguei um vácuo bom do Schumacher na minha segunda tentativa, mas quis demais e passei do ponto", - Felipe Massa.
 
"Não acho que conseguiríamos mais do que fizemos na classificação hoje – talvez só mais uma posição. Não tive uma volta ideal porque tentei usar o vácuo de Lewis, mas ele fritou os pneus na segunda chicane e eu também" - Michael Schumacher.
 
"Sabia que seria difícil andar melhor que a Mercedes na segunda saída do pneu, então decidi poupar pneus" - Bruno Senna.
 
"Claro que não me deixa feliz [largar em 13º], mas sabemos o limite do carro. O tempo todo nós andamos em 15° e 16°, então foi melhor do que esperávamos" - Rubens Barrichello.
 
"Os pneus não estavam aquecidos, então acho que fui otimista demais com a asa traseira móvel e toquei no muro" - Pastor Maldonado.
 
O dia da corrida viu um banho de Vettel, com Button, Alonso, Hamilton e Schumacher fazendo uma ótima exibição, enquanto Webber se enroscava com Massa. Senna somou os primeiros pontos e Barrichello não conseguiu escapar do caos da largada.
 
Mas a prova viu outros lances, como o pedido de desculpas de Vitantonio Liuzzi pelo acidente da partida, as críticas de Jarno Trulli a Felipe Massa por uma disputa e Schumacher classificar seu "carro largo" como um "caminhão".
 
"Estou muito emocionado, esse circuito significa muito para mim. Lembrei de tudo o que aconteceu em 2008 assim que cruzei a linha de chegada, me senti abençoado no pódio, com tanta gente" - Sebastian Vettel.
 
"Se conseguirmos acertar um final de semana podemos lutar com a Red Bull" - Jenson Button.
 
"Temos feito algumas boas largadas, mas sempre começarmos em quinto ou sexto, o que não é suficiente. Sabia que tinha espaço em Monza para passar, liderei por algumas voltas, mas obviamente não era rápido o bastante" - Fernando Alonso.
 
"Tive que lutar realmente com Schumacher, mas o fato de ter terminado à frente dele mostra que tudo foi OK. É corrida" - Lewis Hamilton.
 
“Nós dois sabemos guiar no limite e foi o que fizemos. Tive de tornar o carro tão largo quanto um caminhão, mas no final, como esperado, ele [Lewis Hamilton] ainda era mais rápido" - Michael Schumacher. 
 
"Sem dúvida, perdi muito tempo. O Webber acabou me batendo, rodei e perdi nem sei quantas posições. Acabei recuperando, mas estaria brigando na frente se não fosse esse problema. Tenho certeza que seria possível" - Felipe Massa.
 
"Este resultado tirou um peso enorme das minhas costas. A corrida corrida não começou fácil, mas estou contente em ultrapassar" - Bruno Senna.
 
"Na relargada, consegui ultrapassar Jenson e, na próxima volta, estava alinhado com Felipe por fora na curva 1, buscando a linha interna na curva seguinte. Mas a zebra de dentro é muito alta, acabei tocando e acertando Felipe" - Mark Webber.
 
"A estratégia estava bem legal e fiz uma ótima largada, me colocando no lugar perfeito e ficando de espectador quando, de repente, passou um carro voando e tive de parar" - Rubens Barrichello.
 
"Enquanto corria com Heikki [Kovalainen], acho que Massa se atrapalhou na primeira chicane, então tive de sair da pista para não acertá-lo. Quando voltei, ele fechou a porta, eu vim por dentro, procurando ultrapassá-lo. Indo para a chicane, tinha dois carros rápidos atrás com o Kers, e Massa perdeu o ponto na freada o que me forçou a acertar outro carro, danificando a frente. Fiquei contente com minha performance" - Jarno Trulli.
 
"Tive uma boa largada, passando ambas as Virgins, Lotus e Daniel, mas tentei outra ultrapassagem e fui fechado. Isso me jogou para a grama e, uma vez tentando diminuir a velocidade, perdi todo o controle do carro e acertei outros carros. Sinto muito por Petrov, Rosberg e outros pilotos" - Vitantonio Liuzzi.
 
Confira os áudios no blog de Felipe Motta: http://f1.jovempan.com.br/
Próxima Fórmula 1 matéria
Senna analisa atuação: "Foi divertido pra caramba!"

Previous article

Senna analisa atuação: "Foi divertido pra caramba!"

Next article

"Só sei para onde vira", diz Bruno, sobre Cingapura

"Só sei para onde vira", diz Bruno, sobre Cingapura
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Itália
Autor Bruno Vicaria
Tipo de matéria Últimas notícias