Confira passo a passo como foi a polêmica da Williams

TR mostra por que Massa e Bottas chegaram tão próximos no final e clima tenso após a prova

De uma boa largada e uma corrida promissora a voltas e mais voltas preso atrás das duas McLaren e tendo de ouvir a mesma ordem de equipe de quatro anos atrás, na Ferrari, Felipe Massa foi do céu ao inferno em poucas horas durante o GP da Malásia. Confira o cronograma dos acontecimentos e como ficou o clima dentro da Williams após a prova.

15h37 - A reportagem do TotalRace conversa no Massa no grid de Sepang e o brasileiro comenta sobre a largada. “Toda largada é diferente, vamos tentar fazer o melhor.”

16h04 - Largada do GP da Malásia. Massa faz uma boa saída e pula de 13º para 10º. Bottas também começa forte e pula de 18º para 12º.

16h16: Bottas logo chega em Felipe e diz à equipe que tem mais ritmo. Na transmissão, Massa aparece reclamando – “você viu o que ele fez?” – aparentemente do companheiro, impressão dada pela mensagem de Bottas – “tenho mais ritmo do que ele” – foi ao ar logo em seguida. Contudo, o TotalRace apurou que a reclamação do brasileiro era em relação a Magnussen, da McLaren, com quem lutava pela oitava posição.

16h23 Punido por toque com Raikkonen, Magnussen vai para o box e libera as Williams, que estavam separadas por 0s8. Na primeira volta sem o dinamarquês à frente, Massa é 0s3 mais rápido que Bottas.

16h26 Massa para nos boxes e coloca mais um jogo de pneus médios novos. Bottas faz o mesmo duas voltas depois. Tendo perdido tempo com o tempo a mais na pista, o finlandês volta 7s atrás do brasileiro. “Lutar com os ponteiros naquele momento me atrapalhou”, reconheceu após a prova. Massa se mantém a cerca de 2s de Button na luta pelo sétimo lugar.

16h58 Massa faz a segunda parada e novamente coloca pneus médios novos. O brasileiro volta 5s atrás de Button, que havia parado duas voltas antes. Bottas faz seu pit stop dois giros depois de Massa e coloca o mesmo tipo de pneus.

17h14 Massa é 1s por volta mais rápido que Button e logo chega no inglês. Bottas está a cerca de 6s do brasileiro, andando no mesmo ritmo de Massa.

17h27 Massa tenta a ultrapassagem sobre Button. Na volta 38, o TotalRace apurou que os engenheiros da Williams se preocuparam com o aumento na temperatura do motor e orientaram Massa seguidas vezes para ele diminuir o ritmo. Ao mesmo tempo, o engenheiro de Bottas incentivava seu piloto para apertar o ritmo e tentar chegar no brasileiro. Nos giros seguintes, o finlandês foi sempre pelo menos 0s5 mais rápido.

17h30 Massa faz seu último pitstop e coloca um jogo de pneus duros novos. Button havia parado três voltas antes e colocado o mesmo tipo de pneu e Bottas vai para o box dois giros depois do brasileiro.

17h38 Massa está preso por Button e Bottas encosta. Andrew Murdoch, engenheiro de Massa, diz ao brasileiro: "Felipe,  Valtteri está mais rápido que você. Não o segure." Ao mesmo tempo, Jonathan Eddolls, engenheiro de Bottas, diz a seu piloto: "Você está mais rápido que Massa. Ultrapasse-o."

17h40 Massa recebe uma nova ordem. "Felipe, Valtteri tem pneus em melhor estado. Precisamos deixá-lo passar. Não o segure." O brasileiro não atende o engenheiro e termina em sétimo, entre Button e Bottas.

18h14 Massa defende sua decisão nas primeiras entrevistas logo após sair do carro. “Desta vez foi diferente”, afirmou o piloto ao TotalRace. “Foi no final da prova e estávamos lutando pela posição. Eu tinha uma chance de passar o Button e continuei com essa chance até o fim.”

18h24 A Sky Sports entrevista a chefe da Williams, Claire, que coloca panos quentes na polêmica. “Somos um time e precisamos conquistar o máximo de pontos possível para o mundial dos construtores. Ele não ignorou nenhuma ordem. Os dois carros estavam um tanto quanto superaquecidos no final da prova e falamos para os pilotos tomarem cuidado, para termos certeza de que cruzariam a linha de chegada. Estou feliz pelo resultado. Sétimo e oitavo já é bem mais do que fizemos no ano passado.” A inglesa estava deixando o circuito enquanto os engenheiros e pilotos se reuniam para o debriefing, que demorou mais do que o normal.

19h45 Massa aparece com ar de irritação para falar com a imprensa brasileira no motorhome da Williams. “Chega disso e agora vamos tentar fazer o máximo para minha carreira, sem dúvida. Estou aqui para dar o máximo para a equipe e quero o mesmo da equipe também”, afirmou, quando perguntado sobre seu passado com ordens de equipe. Após a entrevista, Massa avisou a esposa Raffaela que estava voltando para a sala de reuniões. Enquanto isso, Bottas dava sua entrevista em inglês confirmando que houve ordens, inclusive uma na última volta para que ambos mantivessem posições. Nervosa, Raffaela tentava ouvir o que o Bottas falava.

20h É a vez do engenheiro-chefe Rod Nelson falar, contradizendo Massa, que havia dito em sua entrevista que o time havia concordado com sua posição sobre o ocorrido na reunião que havia acontecido logo após a prova. “Ainda não conversamos sobreo o assunto. Não existe primeiro e segundo piloto aqui. Foi uma situação específica desta corrida. Os pneus de Valtteri eram cinco voltas mais novos que os de Button, enquanto os do carro do Felipe eram mais velhos”, explicou.

20h10 Nelson volta para a sala de reuniões para tratar com Massa e Bottas sobre a polêmica. Cerca de uma hora depois, a conversa acaba. Massa permaneceu alguns minutos, na parte de fora da sala, conversando com o engenheiro Andrew Murdoch, sério e gesticulando muito.

1h Massa publica foto em seu instagram junto do filho com a seguinte mensagem: “Vamos que vamos galera, Bahrein semana que vem!”


 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias