Conselho da FIA discute falta de segurança da F1 no Brasil

Entidade analisará problemas ocorridos em São Paulo para buscar melhorias de olho no aumento de segurança de seus eventos em 2018

A próxima reunião do Conselho Mundial da FIA colocará em pauta os problemas de segurança ocorridos em São Paulo na semana de realização do GP do Brasil de F1.

Na ocasião, foram registradas cinco ocorrências envolvendo tentativas de assalto a membros ligados ao evento. Funcionários de Mercedes, Sauber, Williams, Pirelli e FIA foram abordados por bandidos nas cercanias do autódromo entre sexta-feira e domingo, o que provocou o cancelamento dos testes que a McLaren realizaria em Interlagos nesta semana.

Isso ligou o sinal de alerta para a FIA, que analisará o assunto em sua reunião de 6 de dezembro. A entidade revisará os relatórios feitos pela FOM (Formula One Management, de propriedade do grupo Liberty Media) durante o evento, cujas conclusões serão usadas para encontrar formas de aumentar os procedimentos de segurança em todos os eventos realizados pela FIA.

Em 2018, há dois eventos internacionais previstos para São Paulo: o ePrix de Fórmula E, no dia 17 de março, e o GP do Brasil de F1, em 11 de novembro. 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias