"Contratos na F-1 valem muito pouco", afirma Vitantonio Liuzzi

compartilhar
comentários
Por: Julianne Cerasoli
17 de jan de 2012 09:34

Pelo segundo ano consecutivo com o acordo firmado, mas sem a vaga confirmada, italiano considera ficar de fora do grid

O italiano Vitantonio Liuzzi

Depois de ser deixado de lado pela Force India ao final da temporada 2010, mesmo com contrato assinado, e se encontrar na mesma situação neste ano, agora na Hispania, o italiano Vitantonio Liuzzi lamentou que as assinaturas pouco valham na F-1.

O piloto de 30 anos garante que tem mais dois anos para cumprir no time espanhol, mas ainda não foi confirmado nesta temporada.

“No momento é tudo muito vago. O maior problema é que a equipe não tem dinheiro, então eles estão avaliando uma maneira de conseguir o dinheiro para os dois pilotos. Tenho certeza de que eles gostariam de ter Pedro [De la Rosa, já confirmado] e eu, mas no momento temos de esperar”, afirmou ao site italiano 422race.

Liuzzi, no entanto, afirmou que está “totalmente” envolvido no projeto da Hispania para 2012, mas reconhece que a situação não está definida.

“Os acordos atuais [na F-1] valem muito pouco, porque um piloto jovem com dinheiro sempre pode vir e comprar a vaga. É assim que funciona.”

Caso fique de fora do grid, o italiano considera o papel de terceiro piloto, mas também está nos seus planos correr de turismo.

“Estamos avaliando porque é uma decisão importante. Certamente, se a situação mudar no último minuto não será fácil encontrar vagas nos melhores times. Estou aberto a novos desafios, porque isso sempre fez parte da minha carreira.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Di Resta espera levar Force India ao pódio em 2012

Previous article

Di Resta espera levar Force India ao pódio em 2012

Next article

Patrese critica política da Ferrari com pilotos italianos

Patrese critica política da Ferrari com pilotos italianos
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Vitantonio Liuzzi
Autor Julianne Cerasoli
Tipo de matéria Últimas notícias