Corridas de 2011 com DRS e Pirelli agradaram Whitmarsh

Para o chefe da McLaren, agora só falta à Fórmula 1 um campeonato tão equilibrado quanto o de 2010

Ano de 2011 foi marcado pelas ultrapassagens

Se o problema da Fórmula 1 nos últimos anos eram as ultrapassagens, pode-se dizer que o conjunto de regras adotado nesta temporada deixou os dias de marasmo para trás.

Ainda que o pacote, que inclui o Kers, a asa traseira móvel e os pneus Pirelli, menos duráveis que os antigos Bridgestone, não tenha agradado a todos, ao menos o chefe da McLaren, Martin Whitmarsh, gostou do que viu em 2011.

“A Pirelli deu uma grande contribuição para a equipe, assim como Kers e DRS. Mas você tem de continuar trabalhando para ter certeza de que mantém o espetáculo.”

Para o inglês, o mais importante é a emoção dada pelas novidades, especialmente a asa traseira móvel

“Algumas pessoas podem achar que é muito fácil, mas acho que [a ultrapassagem com DRS] resgatou algumas corridas que historicamente eram muito chatas e continuariam sendo se não houvesse a possibilidade de ultrapassar e, assim, permitir que os pilotos se recuperassem.”

Agora que as corridas melhoraram, só falta esperar por uma campeonato mais equilibrado em 2012.

“Acho que tivemos corridas fantásticas. É verdade que o ano passado foi espetacular e havia quatro pilotos com chances de ser campeões na última corrida, enquanto neste ano já estava decidido bem antes do final, o que é desapontador, mas tivemos provas muito emocionantes e tenho certeza de que estamos no caminho certo.”

(colaborou Felipe Motta)

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias