Coulthard: "A Williams não sente mais a dor do fracasso"

compartilhar
comentários
Coulthard:
Jamie Klein
Por: Jamie Klein
12 de ago de 2018 13:51

Escocês, que conquistou sua primeira vitória na F1 com a Williams, disse que time precisa recuperar a paixão que tinha no passado

Lance Stroll, Williams FW41
Sergey Sirotkin, Williams FW41
Mark Webber, and David Coulthard, Channel 4 F1 on the grid
Sergey Sirotkin, Williams FW41
Fernando Alonso, McLaren MCL33
Eric Boullier, Racing Director, McLaren

A Williams se encontra no meio de uma das piores temporadas de sua história, ocupando o décimo e último lugar na classificação de construtores com apenas quatro pontos marcados em 2018 até agora.

O oitavo lugar de Lance Stroll no Azerbaijão tem sido sua única aparição na zona de pontuação do ano, enquanto que Stroll e seu companheiro Sergey Sirotkin não passaram do Q1 juntos em seis das 12 corridas disputadas até agora.

David Coulthard, que pilotou para a Williams em 1994-95 e conquistou sua primeira vitória na Fórmula 1 com a equipe, expressou preocupação com a equipe do Grove.

Leia também:

"A Williams me preocupa um pouco", disse o escocês, agora um especialista em cobertura da F1 no Channel 4, ao Motorsport.com. "Eu simplesmente não vejo a dor do fracasso que talvez tenhamos vimos no passado."

"Você pode enganar as pessoas sobre como você se sente, mas você não pode fingir paixão. Eu adoraria ver essa paixão voltar para a Williams."

"O paddock sente grande afeto pela Williams e pelo que eles conquistaram, mas, é claro, as coisas continuam e isso vai diminuir com o tempo, espero que possam mudar."

David Coulthard, McLaren

David Coulthard, McLaren

Photo by: LAT Images

Confuso com a McLaren

McLaren, onde Coulthard competiu de 1996 até 2004 e conquistou outras 12 das suas 13 vitórias na F1, é outra equipe que tem uma temporada abaixo do normal em 2018.

O fracasso da equipe em dar um grande passo em sua primeira temporada usando as unidades de potência de Renault resultou com a saída de Eric Boullier do posto de diretor de prova no mês passado, com o ex-campeão da CART Gil de Ferran assumindo a posição de diretor de esportes.

Coulthard expressou sua simpatia pela situação difícil de Boullier, mas disse que a equipe de Woking poderia retomar o rumo no devido tempo.

"É confuso, eles estão passando por um momento difícil, mas sempre se resume a pessoas: as pessoas com o poder de projetar e construir o carro, ou não tiveram os recursos à sua disposição, ou tiveram esses recursos desviados, e, portanto, eles são responsáveis".

"Ron Dennis [ex-chefe da McLaren] costumava dizer: 'Eu não projeto o carro, não construo o carro e não piloto o carro, então todos esses elementos não são minha responsabilidade', que é um comentário justo."

"Sua responsabilidade era a visão da empresa, conseguir patrocinadores, dar aos engenheiros os recursos necessários para projetar um bom carro.

Próxima Fórmula 1 matéria
“Alonso divide a equipe no meio”, diz Massa

Previous article

“Alonso divide a equipe no meio”, diz Massa

Next article

McLaren: Vandoorne precisa vencer Alonso com mais frequência

McLaren: Vandoorne precisa vencer Alonso com mais frequência
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos David Coulthard
Equipes McLaren Shop Now , Williams
Autor Jamie Klein
Tipo de matéria Últimas notícias