Curva de “pé embaixo” de Alonso provocou erro em motor Honda

compartilhar
comentários
Curva de “pé embaixo” de Alonso provocou erro em motor Honda
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
26 de ago de 2017 18:10

Bicampeão fez curva Pouhon com acelerador cravado e provocou confusão no sistema de liberação de energia de seu motor

Yusuke Hasegawa, Senior Managing Officer, Honda
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren

O brilho de Fernando Alonso em contornar uma curva de pé embaixo pela primeira vez no treino classificatório para o GP da Bélgica fez com que surgisse um problema de distribuição de energia em seu motor, o que lhe custou uma vaga no Q3, apurou o Motorsport.com.

Após pegar o vácuo de seu companheiro de equipe, Stoffel Vandoorne, no começo de sua volta no Q2, Alonso parecia destinado a conseguir uma posição boa o suficiente para lhe levar ao Q3.

Mas, entre as curvas 11 e 12, Alonso não recebeu a energia de sua unidade de potência da Honda. Com essa quantia estimada em 160 cv, Alonso disse pelo rádio que perdeu cerca de 0s5 no momento, o que foi suficiente para que ele abortasse sua volta. 

A falta de energia não foi resultado de uma falha no carro. Ela foi causada pelo fato de que o sistema da Honda não liberou a energia quando se esperava que isso acontecesse automaticamente.

O Motorsport.com apurou que esta falha foi causada pelo fato de que o sistema da Honda ficou confuso acerca da localização do piloto na pista.

O algoritmo de entrega de energia da Honda é calculada, em sua maioria, pelo uso do acelerador. Então, quando há uma levantada de pé, por exemplo, o sistema leva isso em consideração e registra que o piloto deve ter passado por uma curva.

Quando Alonso fez a curva Pouhon de pé embaixo – em vez de aliviar, como havia feito no restante do fim de semana –, o sistema da Honda não percebeu que ele já havia passado por aquela curva.

Ao pensar que Alonso estava na reta anterior à Pouhon, em vez de estar entre as curvas 11 e 12, o sistema não liberou energia.

A chefe da Honda na F1, Yusuke Hasegawa, confirmou que o problema estava relacionado ao sistema de controle.

“Nós estabelecemos os setores em que teremos a liberação de energia, e normalmente este setor é dividido pelo acelerador. Às vezes um piloto está realizando uma operação diferente, então isso deixa o sistema confuso e faz com que não haja a liberação de energia em determinada área”, explicou ao Motorsport.com.

Hasegawa afirmou que a Honda provavelmente mudaria seu procedimento para garantir que tal incidente não se repita.

Próxima Fórmula 1 matéria
Massa, sobre boatos com Alonso: “Seu carro é melhor que meu”

Previous article

Massa, sobre boatos com Alonso: “Seu carro é melhor que meu”

Next article

Alonso: McLaren faria dobradinha se não fosse o motor

Alonso: McLaren faria dobradinha se não fosse o motor

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Localização Spa-Francorchamps
Pilotos Fernando Alonso Shop Now
Equipes McLaren
Autor Jonathan Noble
Tipo de matéria Últimas notícias