Dallara "reforçou" Haas na F1, diz Magnussen

compartilhar
comentários
Dallara
Por: Scott Mitchell
1 de abr de 2018 16:03

Fabricante aumentou seu desempenho na Fórmula 1 com o trabalho no carro da Haas em 2018, afirma piloto da equipe norte-americana

Kevin Magnussen, Haas F1 Team, in the drivers parade
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-18
Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-18
Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-18
Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-18
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-18 pit stop
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-18

A Dallara tem sido o fornecedor de chassi e peças da Haas desde que entrou na F1, em 2016. A primeira temporada foi prejudicada por problemas nas peças, mas elevou seus padrões para 2017 e 2018. Pelo menos é o que diz o piloto do time, Kevin Magnussen.

"A Dallara é uma parte crucial da equipe e eles elevaram o nível neste ano também", disse o dinamarquês. “Se você olhar para o carro, as peças parecem muito melhores este ano, de melhor qualidade.”

“Isso é muito, muito importante e significa muito.”

“Nós podemos projetar o carro em um computador e isso está funcionando no túnel de vento, mas se não conseguirmos um carro real que foi o que queríamos fazer, então não será bom.”

“Eles fizeram um ótimo trabalho. Espero que continuem, porque eles estão aprendendo também.”
"É muito bom para o negócio deles estar envolvido neste projeto, tenho certeza que estão melhorando não apenas nossos carros de Fórmula 1, mas também nos seus."

A Dallara está causando um impacto maior na F1 do que seus projetos anteriores mais recentes, nas equipes HRM e Midland.

A Haas tem estado sob o fogo de alguns rivais do meio de grid pela rapidez com que alcançou um alto nível de desempenho, mas o companheiro de equipe de Magnussen, Romain Grosjean, disse que mostrou como a abordagem de terceirizar partes de sua operação na F1 está funcionando.

"Acho que a maneira como operamos a equipe e a maneira como criamos essa parceria com a Ferrari é boa para a F1", disse Grosjean.

“Isso mostra que você pode entrar e fazer as coisas parecerem boas em um curto período de tempo.” "É claro que se tivéssemos que fazer tudo do zero, não estaríamos onde estamos hoje."

O chefe da equipe, Gunther Steiner, explicou que um fator-chave no progresso da Haas foi como seus colaboradores amadureceram com a experiência.

"A única coisa que você não pode comprar é o tempo", disse ele. "Você diz: 'Por que você não fez isso no ano passado?', mas só precisa de tempo para amadurecer.”

“Você precisa que as pessoas se acostumem, trabalhem juntas, descubram quem é fraco, todo mundo tem que estar em um nível muito alto, você não pode ter um ponto fraco porque isso diminui o resto.”
"Acabamos de ficar cada vez melhores e, desde que a melhora esteja lá, você deve ver isso na pista."

Relatos adicionais por Edd Straw

Próxima Fórmula 1 matéria
Pilotos e equipes da F1 celebram pódio de Monger

Previous article

Pilotos e equipes da F1 celebram pódio de Monger

Next article

Honda tem "grande plano" para provar que motor é "adequado"

Honda tem "grande plano" para provar que motor é "adequado"

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Romain Grosjean , Kevin Magnussen
Equipes Haas F1 Team
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias