Danica e Button criticam Jordá após fala sobre mulheres

Pilotos não concordam com comentário de que mulheres não podem ser tão boas quanto homens na Fórmula 1

Integrante da Comissão de Mulheres no Esporte a Motor da FIA, a espanhola Carmen Jordá deu o que falar quando disse no último final de semana que a Fórmula E era uma categoria melhor para mulheres do que a Fórmula 1 por ser mais fácil para guiarem, devido ao menor esforço físico.

Ex-piloto da NASCAR e vencedora de uma corrida na IndyCar, Danica Patrick criticou a colega após sua fala, dizendo que Carmen não foi precisa em seus comentários.

"Não compro isso", disse Danica à Associated Press.

"Estamos em uma competição de repetição, ficamos calmos e permanecemos focados e usando a mente. Estas são as coisas que ajudam com a resistência. Precisamos nos manter com a cabeça nivelada, relaxados e em boa forma.”

“Se nós estivéssemos fazendo levantamento olímpico, o quão forte você poderia ser? As mulheres não ganhariam porque não é assim que os nossos corpos são construídos. Mas esse não é o jogo nas corridas."

Campeão de 2009 da Fórmula 1, Jenson Button também criticou os comentários da espanhola.

"Oh, Carmen, você não está ajudando as mulheres que pilotam da maneira certa com este comentário", disse o britânico em um tweet.

"Pergunte a Danica Patrick sobre ser forte o suficiente para dirigir um carro de corrida. Ela chutaria a minha bunda na academia e ela provavelmente é tão forte quanto qualquer piloto do grid da F1 agora. A barreira física não é seu problema, Carmen."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1 , Fórmula E
Tipo de artigo Últimas notícias