De Ferran: atual momento da McLaren “me deixa com raiva”

compartilhar
comentários
De Ferran: atual momento da McLaren “me deixa com raiva”
Por: Scott Mitchell
Co-autor: Adam Cooper
17 de out de 2018 10:34

Brasileiro explica que precisa conter seu espírito competitivo para manter a compostura e buscar a melhora da equipe

Diretor esportivo da McLaren, Gil de Ferran afirmou que precisa conter seu espírito competitivo, já que tem ficado “com raiva” em meio às dificuldades de sua equipe na F1.

De Ferran assumiu a posição com a temporada de 2018 já em andamento após uma mudança no comando do time, o que incluiu a saída de Eric Boullier.

A McLaren prometia um crescimento nesta temporada após trocar os motores Honda pelos Renault, mas a mudança expôs suas próprias fraquezas.

No Japão, na última semana, a McLaren foi a equipe mais lenta do grid, atrás até mesmo da Williams.

“Pessoalmente, como lido com isso? Meu espírito competitivo me deixa com raiva, para ser bem sincero”, disse o brasileiro, quando questionado pelo Motorsport.com sobre como se sentia sobre a atual situação da McLaren.

“No meu coração, sou um competidor e quero vencer. Tenho de deixar isso de lado e manter a disciplina e a compostura, e assim por diante.”

“Mas, acredite em mim, tenho muitos sentimentos fortes por dentro. Quero ser competitivo.”

A McLaren disse no começo da temporada que uma das características do MCL33 fazia com que fosse difícil o diagnóstico do problema no túnel de vento, já que ele só se apresentava na pista.

Isso limitou as novidades ao carro e resultou na queda da equipe na relação de forças, e a performance em Suzuka foi reflexo disso.

“Você nunca sabe exatamente onde estará da perspectiva competitiva, porque isso muda a todo momento”, disse.

“Você nunca sabe como o carro dos outros irá reagir a diferentes condições, não sabe das novidades que os outros estão trazendo, não sabe se algumas coisas que você traz irão funcionar 1000%.”

“Contudo, tendo dito isso, esperávamos que [o Japão] fosse um fim de semana difícil.”

De Ferran disse que o ritmo de corrida apresentado em Suzuka acabou por ser um ponto positivo em meio às dificuldades.

“Em Suzuka, o resultado final não foi ótimo, mas os últimos dois fins de semana foram tranquilos do ponto de vista operacional.”

“Nossa equipe de estratégia está fazendo um bom trabalho em maximizar cada oportunidade que vem em nossa direção. Às vezes elas vêm, às vezes não.”

“Os pilotos estão indo bem. Se pudermos encontrar um pouco mais de ritmo, estaremos à caça. Ficamos decepcionados com nosso ritmo de classificação, mas me senti mais positivo na corrida.”

Fernando Alonso, McLaren MCL33, leads Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33

Fernando Alonso, McLaren MCL33, leads Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33

Photo by: Zak Mauger / LAT Images

Next article
FIA: Não há planos de atrasar regulamento de 2021

Previous article

FIA: Não há planos de atrasar regulamento de 2021

Next article

Leclerc descarta sentir pressão por mudança à Ferrari

Leclerc descarta sentir pressão por mudança à Ferrari
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes McLaren Shop Now
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias