De Villota está liberada para andar em carros de rua novamente

Piloto disse que quer poder trabalhar para melhorar a segurança da Fórmula 1, tanto em testes, quanto em corrida

A piloto espanhola Maria de Villota, após perder um olho em um teste com a equipe Marussia no aeroporto de Duxford, Inglatrerra, julho passado, agora já está liberada para andar em carros de rua.

"Semana passada eles me deram a permissão para voltar a dirigir", disse de Villota, se referindo a seus médicos; "Posso calcular as distâncias de forma melhor agora como se nada tivesse acontecido. Os médicos me disseram que nunca ter bebido ou fumado, além de ser uma esportista, me ajudou nesta recuperação", explicou.

"Ainda tenho algumas fraquezas e dores de cabeça, mas tudo vai melhorando. Tenho algumas coisas do dia-a-dia que foram complicadas, como pegar chaves no ar, ou achar uma garrafa dentro d'água, mas tudo está melhorando", completou.

De Villota disse ainda que quer trabalhar junto a FIA para melhorar a segurança da Fórmula 1, principalmente em testes.

"Não tenho rancor pelo esporte. A única coisa que quero é que a segurança das corridas e dos testes melhorem, e colaborarei para isso. Sou muito grata de todos os times terem me dado suporte após o acidente", finalizou.

De Villota perdeu o olho direito neste acidente em meados do ano passado.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias