Decepcionado após acidente com Grosjean, Gasly lamenta azar

Francês da Toro Rosso diz que só viu Grosjean pouco antes de acertá-lo: “eu não tinha para onde ir”

O GP da Espanha deste domingo (13) começou quente. Logo na terceira curva, Romain Grosjean errou após tentar evitar um toque com seu companheiro de equipe, Kevin Magnussen, e acabou rodando. Tentando salvar sua Haas, ele continuou acelerando e a atravessou na frente dos outros carros. Nico Hulkenberg e Pierre Gasly acabaram o acertando. Os três abandonaram a corrida.

Após a confusão, Gasly disse que não teve para onde ir para escapar do acidente.

“Na verdade, não há muito a dizer, porque eu não pude ver muito”, falou.

“Só vi Romain do lado de fora da curva 3. Eu vi que havia algum espaço por dentro, por isso tentei ir o mais para dentro possível, e de repente ele voltou para dentro e bateu em Nico e em mim. É, é uma pena. Parece que em todos os finais de semana eu tenho picos de adrenalina em situações diferentes, e hoje claramente foi uma grande pena não ser capaz de lutar contra os outros e tentar obter um bom resultado.”

“Foi assustador, eu fui completamente para o lado e com a fumaça eu não pude ver muito em nenhum momento, até pouco antes do impacto. Ele estava parado e que eu não tinha para onde ir. O impacto foi muito grande.”

Gasly revelou que ainda não teve a oportunidade de conversar com o compatriota.

“Não falamos ainda. Eu não o vi, ele não veio me ver, mas não há muito a dizer. Quando termina assim, está feito. Eu nem espero que ele venha, sabe? Ele rodou e voltou. Eu não sei se ele poderia ter feito algo diferente. Aparentemente, parece que ele ficou acelerando e talvez pudesse ter freado. Assim, isso poderia ter acabado de forma diferente. Mas eu não sei.”

Falando do que poderia ser sua prova, Gasly revelou que o equilíbrio de sua Toro Rosso esteve melhor na Espanha do que nas últimas quatro corridas.

“É difícil dizer. Nas voltas para o grid pela primeira vez desde o início do ano o carro foi muito bem. Voltei para o grid depois de três voltas e disse ao meu engenheiro: ‘não toque em nada, estou muito feliz com o equilíbrio’. A aderência era boa, o carro parecia bom. Eu estava bem.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Espanha
Pista Circuit de Barcelona-Catalunya
Pilotos Pierre Gasly
Tipo de artigo Últimas notícias