Decepcionado após acidente com Grosjean, Gasly lamenta azar

compartilhar
comentários
Decepcionado após acidente com Grosjean, Gasly lamenta azar
13 de mai de 2018 17:20

Francês da Toro Rosso diz que só viu Grosjean pouco antes de acertá-lo: “eu não tinha para onde ir”

Pierre Gasly, Toro Rosso STR13, and Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18, collect the spinning Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-18
The crashed car of race retiree Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR13
Marshals clear the track after an opening lap accident involving Pierre Gasly, Toro Rosso STR13, Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-18 and Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18
Pierre Gasly, Toro Rosso
Engineers work on the car of Pierre Gasly, Toro Rosso STR13
Sergey Sirotkin, Williams FW41, and Marcus Ericsson, Sauber C37, avoid an accident involving Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-18, Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18. and Pierre Gasly, Toro Rosso STR13
Pierre Gasly, Toro Rosso, prepares for the race with colleagues
Pierre Gasly, Toro Rosso STR13

O GP da Espanha deste domingo (13) começou quente. Logo na terceira curva, Romain Grosjean errou após tentar evitar um toque com seu companheiro de equipe, Kevin Magnussen, e acabou rodando. Tentando salvar sua Haas, ele continuou acelerando e a atravessou na frente dos outros carros. Nico Hulkenberg e Pierre Gasly acabaram o acertando. Os três abandonaram a corrida.

Após a confusão, Gasly disse que não teve para onde ir para escapar do acidente.

“Na verdade, não há muito a dizer, porque eu não pude ver muito”, falou.

“Só vi Romain do lado de fora da curva 3. Eu vi que havia algum espaço por dentro, por isso tentei ir o mais para dentro possível, e de repente ele voltou para dentro e bateu em Nico e em mim. É, é uma pena. Parece que em todos os finais de semana eu tenho picos de adrenalina em situações diferentes, e hoje claramente foi uma grande pena não ser capaz de lutar contra os outros e tentar obter um bom resultado.”

“Foi assustador, eu fui completamente para o lado e com a fumaça eu não pude ver muito em nenhum momento, até pouco antes do impacto. Ele estava parado e que eu não tinha para onde ir. O impacto foi muito grande.”

Gasly revelou que ainda não teve a oportunidade de conversar com o compatriota.

“Não falamos ainda. Eu não o vi, ele não veio me ver, mas não há muito a dizer. Quando termina assim, está feito. Eu nem espero que ele venha, sabe? Ele rodou e voltou. Eu não sei se ele poderia ter feito algo diferente. Aparentemente, parece que ele ficou acelerando e talvez pudesse ter freado. Assim, isso poderia ter acabado de forma diferente. Mas eu não sei.”

Falando do que poderia ser sua prova, Gasly revelou que o equilíbrio de sua Toro Rosso esteve melhor na Espanha do que nas últimas quatro corridas.

“É difícil dizer. Nas voltas para o grid pela primeira vez desde o início do ano o carro foi muito bem. Voltei para o grid depois de três voltas e disse ao meu engenheiro: ‘não toque em nada, estou muito feliz com o equilíbrio’. A aderência era boa, o carro parecia bom. Eu estava bem.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Grosjean perde três posições no grid em Mônaco após acidente

Previous article

Grosjean perde três posições no grid em Mônaco após acidente

Next article

GALERIA: O resumo do GP da Espanha em imagens

GALERIA: O resumo do GP da Espanha em imagens
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Espanha
Localização Circuit de Barcelona-Catalunya
Pilotos Pierre Gasly
Tipo de matéria Últimas notícias