Décimo, Senna celebra ponto, mas lamenta tempo perdido em prova

Brasileiro da Williams garante corrida na largada, mas se queixa por não ter conseguido ultrapassar Raikkonen no fim

Bruno Senna em Mônaco

Ao contrário da Espanha, o melhor piloto da Williams na corrida de Mônaco foi o brasileiro Bruno Senna.

Depois de ser tirado da etapa anterior da pista por Michael Schumacher, Senna viu o parceiro Maldonado sair na primeira volta e conseguiu pontuar com um bom décimo lugar, posição que ocupou desde o início.
 
Contudo, o brasileiro reclamou do fato de ter perdido muito tempo atrás do Lotus de Kimi Raikkonen, que terminou menos de meio segundo à frente.
 
"Sofri muito com o Kimi. Ele estava muito lento, tentei fazê-lo errar. Ele até errou, mas é muito difícil de passar. De qualquer forma, foi importante completar a corrida, sobretudo com pontos", comentou, Senna, que gostaria de ter visto a chuva cair de verdade.
 
"A água não veio na hora certa. Choveu pouco. Foi uma corrida um pouco frustrante. A estrategia não deu certo por ter ficado atrás do Kimi e nós paramos na mesma volta", completou.

Depois da vitória na Espanha, o final de semana de GP de Mônaco não poderia ter sido pior para Pastor Maldonado. O venezuelano, que largava em último após uma punição no treino livre de sábado e outra por trocar o câmbio, ficou ainda na primeira volta.

“Foi um final de semana difícil para mim. Estou desapontado porque esperava mais da corrida. Tínhamos uma ótima estratégia mas, depois de uma boa largada, tive azar. Travei o pneu e não consegui parar o carro no lado sujo da curva seis. Temos um carro competitivo e será completamente diferente no Canadá.”

 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Monaco
Pilotos Pastor Maldonado , Bruno Senna
Tipo de artigo Últimas notícias