Definidas as baterias do Rally de São Paulo

"Quando vi que andaram de rali, pensei: 'Me pegaram'. Aqui será a primeira emoção para mim", diz Barrichello, em coletiva

Pista no Parque São Jorge

 

Por conta do atraso (decorrente da chuva que causou danos na pista) e do estreitamento da pista, Rubens Barrichello alterou um pouco o formato das baterias para o Rally de São Paulo.
 
Ao invés de quatro carros, as baterias finais do domingo serão duelos. Os pilotos terão dez minutos para aprenderem a pista e ficarem prontos para os duelos. Além disso, os quatro primeiros dividirão o prêmio de 300 mil reais.
 
Os grupos já foram definidos. Neste sábado, cada grupo terá direito a um carro e todos usarão o mesmo nas tomadas de tempos. Confira a relação:
 
Primeiro grupo: Rubens Barrichello, Thiago Camilo, JP Oliveira, Nelsinho Piquet
Segundo grupo: Tony Kanaan, Helio Castroneves, Roberval Andrade, Gil de Ferran
Terceiro grupo: Bia Figueiredo, Tuka Rocha, Felipe Giaffone, Antonio Pizzonia
Quarto grupo: Vitor Meira, Max Wilson, Thiago Marques, Lucas di Grassi
 
Ao ficar sabendo que muitos pilotos treinaram, Barrichello se mostrou impressionado: "Quando vi que andaram de rali, pensei: 'Me pegaram'. Aqui será a primeira emoção para mim. Não tem essa ideia de ganhar, é uma confraternização. Mas, se precisar bater porta, vamos bater."
 
As atividades terão início às 15h30.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias