Dennis diz que "falsos motivos" o forçaram a sair da McLaren

CEO da McLaren foi forçado a renunciar seu envolvimento com a equipe de F1 após reunião da diretoria em Woking nesta terça-feira

Ron Dennis estava lutando pelo seu futuro há várias semanas com outros membros do conselho infelizes com o impacto de sua gestão no McLaren Technology Group.

As coisas chegaram ao ponto de, nesta terça-feira, Dennis confirmar que após 35 anos no comando da operação, ele estava sendo colocado em licença.

Mas em comunicado, Dennis alegou que as razões para sua partida foram "falsas".

"Estou desapontado com os representantes da TAG e da Mumtalakat, os outros principais acionistas da McLaren, terem me forçado a esta decisão e me colocarem em licença, apesar das várias advertências do resto da equipe sobre as possíveis consequências negativas de suas ações sobre o negócio ", disse Dennis.

"Os motivos que alegaram são completamente falsos. O meu estilo de gestão é o mesmo de sempre e é aquele que permitiu a McLaren se tornar um grupo que ganhou 20 campeonatos mundiais de Fórmula 1 e crescer em £ 850 milhões libras por ano."

"Durante todo esse tempo, trabalhei em estreita colaboração com uma série de colegas talentosos para manter a McLaren na vanguarda da tecnologia, a quem sempre serei extremamente grato."

"Em última análise, ficou claro para mim por meio deste processo que nem a TAG e nem Mumtalakat compartilham minha visão para a McLaren e seu verdadeiro potencial de crescimento. Mas a minha primeira preocupação é com o negócio que eu construí e aos seus 3.500 funcionários."

"Vou continuar usando minha participação significativa em ambas as empresas e meus assentos em ambos os conselhos para proteger os interesses e os valores da McLaren e ajudar a moldar o seu futuro."

"Além disso, pretendo lançar um novo fundo de investimentos em tecnologia depois que meus compromissos contratuais com a McLaren expirarem."

"Isso irá capitalizar minha experiência, meus recursos financeiros, junto com o investimento externo para prosseguir as muitas oportunidades comerciais que foram oferecidas a mim nos últimos anos, mas que não pude assumir enquanto estive empenhado em outro negócio."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias