Dennis pede à FIA para Alonso pilotar no Bahrein

Iniciativa do presidente do Grupo McLaren visava reverter impedimento após exames que apontaram fratura de costela decorrente do acidente no GP da Austrália

A McLaren tentou persuadir a FIA para permitir que Fernando Alonso participe da classificação e da corrida no Bahrein, apesar do espanhol ter sido descartado na quinta-feira e não ter entrado na pista na sexta-feira.

Após a prática de sexta-feira, Alonso, Ron Dennis e o gerente de equipe da McLaren, Dave Redding, visitaram o controle de corrida e se reuniram com dirigentes da FIA, incluindo o delegado médico Jean-Charles Piette, que fez a chamada final sobre a participação de Alonso.

O envolvimento de Dennis - que não tem um papel oficial no fim de semana de corrida - é altamente incomum, e sugere que este era muito mais uma iniciativa pessoal do presidente do Grupo McLaren.

Acredita-se que Dennis queria questionar o protocolo que levou Alonso a ser colocado fora da corrida, com ele acreditando que deveria ter sido dada ao espanhol a oportunidade de conduzir este fim de semana.

Um porta-voz da equipe disse ao Motorsport.com: "O diálogo entre McLaren e a FIA está em curso, e continua a ser a nossa intenção, da FIA e do Fernando priorizar sua saúde e bem-estar, otimizando suas chances de retornar ao cockpit o mais cedo possível."

Não é possível saber se todos na equipe McLaren deram suporte a iniciativa que Ron Dennis tomou, dado que poderia, em teoria, desestabilizar  Stoffel Vandoorne, que é esperado para estar no carro todo fim de semana.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Bahrein
Pista Bahrain International Circuit
Pilotos Fernando Alonso , Stoffel Vandoorne
Equipes McLaren
Tipo de artigo Últimas notícias