Depois de 1º teste, Massa diz que Williams está na F-1 para estar na frente

Brasileiro termina primeiro dia no FW36 em segundo e relata grande diferença entre carros de 2014: "Parecem categorias diferentes"

Felipe Massa testou pela primeira vez o novo carro da Williams hoje em Jerez de la Frontera. O piloto brasileiro relatou boas sensações com o FW36 e se disse animado para prosseguir com o trabalho amanhã. Para ele, o dia foi de primeiras experiências, o que fez ser um momento único em sua carreira.

“Foi um dia muito especial. Foi o primeiro dia que guiei um motor diferente de um Ferrari na minha vida na Fórmula 1”, relatou ao TotalRace.

“Estou feliz com a primeira impressão com a equipe, da primeira impressão dirigindo o carro. O motor, o carro, o pneu, câmbio, tudo foi muito bom. Estou feliz com a mudança que fiz, e estamos indo na direção que esperava.”

Massa se disse otimista após o primeiro dia e afirmou que vê outros times com mais dificuldade. “Não fizemos tantas voltas quanto esperávamos fazer. Infelizmente algumas vezes você tem pequenos problemas que levam tempo para consertar e sair de novo. Porém, acho que tem gente com mais dificuldade que nós, e acho isso positivo.”

“Somos uma equipe profissional, que pode fazer um grande trabalho. A Williams não é uma equipe que está na Fórmula 1 para lutar no fundo, e sim na frente. E por isso, estou mais feliz do que o esperado.”

Massa acredita no time e vê a possibilidade da equipe fazer uma boa temporada. “Acho que tudo é possível, e espero fazer o melhor possível para levar a Williams a ser uma equipe competitiva de novo. A Williams que nós acostumamos a ver, lutando por campeonatos.”

O brasileiro relatou que sua primeira experiência com a Mercedes foi positiva, e crê que passa pelo propulsor alemão a busca da Williams de voltar a ser grande. “O que senti dirigindo um motor diferente, um Mercedes turbo, foi bom. Tive uma sensação muito boa, gostei do motor, gostei do trabalho da Mercedes, e acho que o trabalho da Mercedes é um grande fator, e é esse caminho para a Williams voltar a ser competitiva.”

Por fim, Felipe disse que todos os carros de 2014 se comportam de forma diferente. Tão distinta, que o brasileiro afirma que parecem três categorias únicas. “Olhando de fora, é uma grande diferença entre todos os carros. E não falo de performance, falo de observar como o carro freia, como sai da curva. Falo de Mercedes, comparado com a Ferrari e com a Renault. Parecem três categorias diferentes, mas sem falar de performance. É só o barulho, como parecem. É difícil entender quem fez o melhor trabalho”, observou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias