Desacordo entre times impede mudança de pontuação na F1

compartilhar
comentários
Desacordo entre times impede mudança de pontuação na F1
10 de out de 2018 16:32

Categoria não deverá aumentar zona de pontuação para além do décimo lugar a partir da próxima temporada

O diretor de prova da FIA na Fórmula 1, Charlie Whiting, disse que as equipes não concordaram em como o novo sistema de pontos, que iria até o 15º lugar, funcionaria.

É necessário um acordo unânime entre as equipes para aprovar uma mudança para a próxima temporada.

"Tem sido discutido", disse Whiting. "Não é como uma regra de 2021, é algo que, se todos tivessem concordado, veríamos a introdução para 2019, mas não houve acordo sobre isso."

Um ponto de discórdia nas discussões foi o tamanho das lacunas de pontos entre cada posição, particularmente entre os lugares mais baixos.

Atualmente, o 10º lugar vale um ponto. Se um ponto fosse dado para o 15º, o 10º teria que valer pelo menos seis. No entanto, alguns chefes de equipe argumentaram que as lacunas existentes de um ponto também precisariam ser aumentadas.

"Acho que uma lacuna de um ponto não é suficiente na minha opinião", disse o diretor da equipe Haas, Gunther Steiner. "Porque, entre o sétimo e o oitavo, é um intervalo de um ponto, entre o 15º e o 14º é uma diferença de um ponto, acho que não é a proporção correta. Eu acho que isso precisar ser mais estudado”.

Estender os pontos para além do 10º lugar e aumentar as lacunas de pontos existentes significaria que o valor de uma vitória, que aumentou de 10 para 25 pontos há oito anos, teria que subir significativamente novamente.

O diretor esportivo da F1, Ross Brawn, disse em agosto que qualquer mudança no sistema de pontos precisaria permanecer em vigor por um longo período.

"É uma grande decisão mudar isso", disse ele. "Se nós mudarmos, precisará ser deixada ali por 10 anos, nós não queremos continuar mexendo nisso."

A F1 mudou seu sistema de pontos pela última vez em 2015, quando a corrida final do ano anterior, que valia o dobro de pontos, voltou a valer como uma corrida convencional.

Próxima Fórmula 1 matéria
Wehrlein negou oportunidade na Fórmula E na HWA

Previous article

Wehrlein negou oportunidade na Fórmula E na HWA

Next article

Raikkonen defende abordagem agressiva de Verstappen

Raikkonen defende abordagem agressiva de Verstappen
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Tipo de matéria Últimas notícias