Os desafios de Interlagos: a prévia técnica do GP do Brasil

compartilhar
comentários
Os desafios de Interlagos: a prévia técnica do GP do Brasil
9 de nov de 2017 09:21

A F1 chega ao seu terceiro circuito mais curto de toda a temporada, mas que, ainda assim, poderá proporcionar desafios técnicos únicos

Galeria
Lista

Chegou a hora! A F1 chega a Interlagos para a realização de mais um GP do Brasil, prova que será a penúltima etapa da temporada de 2017.

Chegou a hora! A F1 chega a Interlagos para a realização de mais um GP do Brasil, prova que será a penúltima etapa da temporada de 2017.
1/11

Foto de: Pirelli

Interlagos é o terceiro circuito mais curto de todo o calendário, com 4,309 km de extensão. A prova será disputada em 71 voltas e terá, no total, distância de 305 km.

Interlagos é o terceiro circuito mais curto de todo o calendário, com 4,309 km de extensão. A prova será disputada em 71 voltas e terá, no total, distância de 305 km.
2/11

Foto de: Williams F1

Pode-se dividir o traçado em dois pontos distintos: o trecho de início, formado por duas longas retas, e o miolo, onde há curvas apertadas, de baixa velocidade e de difícil ultrapassagem.

Pode-se dividir o traçado em dois pontos distintos: o trecho de início, formado por duas longas retas, e o miolo, onde há curvas apertadas, de baixa velocidade e de difícil ultrapassagem.
3/11

Foto de: Pirelli

Essa mistura torna Interlagos em um circuito de velocidade geral intermediária. Por exemplo, em 2016, a pole position esteve na casa de 219 km/h de média, a nona velocidade mais alta em 21 provas naquele ano.

Essa mistura torna Interlagos em um circuito de velocidade geral intermediária. Por exemplo, em 2016, a pole position esteve na casa de 219 km/h de média, a nona velocidade mais alta em 21 provas naquele ano.
4/11

Foto de: Ferrari

O trecho de alta velocidade cobra caro: no 1,3 km que separa a Junção e o S do Senna, são quase 20s de pé cravado. Assim, os carros completam 68% da volta com o acelerador pressionado ao máximo.

O trecho de alta velocidade cobra caro: no 1,3 km que separa a Junção e o S do Senna, são quase 20s de pé cravado. Assim, os carros completam 68% da volta com o acelerador pressionado ao máximo.
5/11

Foto de: Pirelli

Também é a segunda pista situada em maior altitude – perde apenas para a sede do GP do México. Isso provoca uma exigência ainda maior nos motores.

Também é a segunda pista situada em maior altitude – perde apenas para a sede do GP do México. Isso provoca uma exigência ainda maior nos motores.
6/11

Foto de: Pirelli

Já os freios também sofrem exigência baixa. Há alguns pontos mais rigorosos – como no S do Senna, Curva do Lago e na freada forte entre o Laranjinha e o Pinheirinho.

Já os freios também sofrem exigência baixa. Há alguns pontos mais rigorosos – como no S do Senna, Curva do Lago e na freada forte entre o Laranjinha e o Pinheirinho.
7/11

Foto de: Williams F1

Para facilitar ultrapassagens, Interlagos terá duas zonas de DRS: na reta dos boxes e na reta oposta. Em 2016, os carros chegaram a incríveis 338 km/h na zona de medição.

Para facilitar ultrapassagens, Interlagos terá duas zonas de DRS: na reta dos boxes e na reta oposta. Em 2016, os carros chegaram a incríveis 338 km/h na zona de medição.
8/11

Foto de: Ferrari

Interlagos tem 44 trocas de marcha por volta, o que provoca uma exigência mediana aos câmbios dos carros.

Interlagos tem 44 trocas de marcha por volta, o que provoca uma exigência mediana aos câmbios dos carros.
9/11

Foto de: Williams F1

As curvas de alta velocidade e as possíveis altas temperaturas provocam grande estresse nos pneus. A Pirelli levará os supermacios, macios e médios – sua combinação mais conservadora desde que decidiu por descartar os duros.

As curvas de alta velocidade e as possíveis altas temperaturas provocam grande estresse nos pneus. A Pirelli levará os supermacios, macios e médios – sua combinação mais conservadora desde que decidiu por descartar os duros.
10/11

Foto de: Pirelli

Isso deverá provocar uma corrida com estratégias que variam de uma para duas paradas.

Isso deverá provocar uma corrida com estratégias que variam de uma para duas paradas.
11/11

Foto de: Andrew Hone / LAT Images

Próxima Fórmula 1 matéria
Hamilton diz que torce por McLaren forte em 2018

Previous article

Hamilton diz que torce por McLaren forte em 2018

Next article

Gasly se aproxima de confirmação na Toro Rosso para 2018

Gasly se aproxima de confirmação na Toro Rosso para 2018
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Localização Autódromo José Carlos Pace
Tipo de matéria Conteúdo especial