“Destruído” por Safety Car, Perez revela stint difícil

Piloto foi obrigado a fazer 53 das 71 voltas no mesmo jogo de pneus e ainda conseguiu segurar oitavo lugar

Em sua primeira corrida em casa, Sergio Perez acabou sendo prejudicado pelo acidente de Sebastian Vettel após a metade da prova. O piloto não pôde parar nos boxes senão perderia posições. Com o circuito estreito, isso praticamente teria lhe tirado os pontos do oitavo lugar que conseguiu.

Para isso ele teve de fazer um impressionante stint de 53 voltas de pneus médios, enquanto a Pirelli antecipou que o pneu duraria apenas cerca de 40.

"O Safety Car destruiu totalmente a minha corrida e, ao mesmo tempo, ele me deu uma grande missão para terminar", disse Perez.

"Todo mundo atrás tinha parado, todo mundo na frente tinha parado. Eu era o único carro lá com mais de 30 voltas nos mesmos pneus médios."

"Arriscar foi um grande desafio. Manter Verstappen com pneus macios novos atrás e fazer o pneu durar sem travar foi difícil.”

"Foi difícil manter o carro na pista e não cometer nenhum erro, porque teria sido um desastre se tivesse cometido um erro naquele momento."

Sem o Safety Car, Perez acredita que teria um resultado muito melhor. Porém ele está satisfeito com o seu fim de semana.

"Teria com certeza terminado mais à frente se a estratégia fosse normal", disse Perez, nono no mundial de pilotos, com 22 pontos de vantagem sobre Hulkenberg.

"Eu estava em uma boa estratégia de uma parada, mas depois tivemos o Safety Car. No final, houveram muitas coisas fora das minhas mãos. O que eu podia fazer eu fiz perfeitamente, então estou feliz com isso.”

"Eu já tive muita sorte no passado com os Safety Cars. É assim que é. Você tem que seguir em frente. Tem sido um grande campeonato até agora, então tenho de manter o ritmo para as próximas corridas."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Sergio Perez
Tipo de artigo Últimas notícias