Di Resta mal pode esperar para correr em casa: "É algo diferente"

Escocês lembra que se arrepiou com apoio da torcida em 2011 e espera uma corrida mais movimentada neste ano em Silverstone

Paul di Resta vem de um sétimo lugar em Valência

Um dos três britânicos do grid, Paul Di Resta, mal pode esperar para disputar seu segundo GP caseiro da carreira. O escocês, que correu por quatro anos na categoria de turismo alemã DTM, teve sua primeira experiência frente ao público britânico em 2011 e garantiu sua melhor posição de largada da carreira, em sexto.

“Silverstone, para mim, é o maior evento para o qual vamos. O apoio dos britânicos é algo diferente. Mesmo quando você chega na terça ou na quarta, vê muitas pessoas acampando e o clima é elétrico. Participar de meu primeiro GP da Grã-Bretanha foi, provavelmente, a melhor coisa que já vivi”, afirmou o piloto da Force India. “A cada ano batemos os recordes de expectadores e neste o número aumentou em 10%. O desfile de pilotos do ano passado me arrepiou. Em qualquer pedaçinho de grama você via gente.”

Di Resta acredita que a corrida deste ano será mais movimentada que a de 2011, que contou com o asfalto molhado no início e não teve muitas ultrapassagens.

“Silverstone é uma pista de alta velocidade, o que realmente ajuda a mostrar o que um carro de F-1 faz quando usa todo seu potencial. A pista mudou para melhor, para criar oportunidades de ultrapassagem, especialmente com a introdução das novas regras e da DRS. O que vimos ano passado foi limitado pelas condições climáticas, mas tomara que neste ano a corrida seja mais simples.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Pista Silverstone
Pilotos Paul di Resta
Tipo de artigo Últimas notícias