Diretor afirma que Mercedes tem margem para deixar pilotos “brincarem”

Toto Wolff diz que tem pilotos sob limites impostos desde o início da temporada e a cada fim de semana de GP

Após o GP de Mônaco, a guerra psicológica dentro da equipe Mercedes é uma realidade. Lewis Hamilton e Nico Rosberg não têm o mesmo bom relacionamento mostrado nas primeiras corridas do ano. No entanto, isso não preocupa Toto Wolff, diretor administrativo do time alemão. Segundo ele, os dois pilotos tiveram limites impostos desde o início do ano.

"Começamos imponto limites antes da temporada, e este é um processo dinâmico que está sendo recalibrado antes de cada fim de semana."

"Antes do fim de semana de corrida, no fim de semana de corrida e depois do fim de semana de corrida. Às vezes, e eu digo isso com um resultado positivo, eles são um pouco como os adolescentes a descobrindo o quão longe podem ir."

Para o austríaco, o fato de seus pilotos se conhecerem a tempos facilita as coisas.

“Eu acho que temos sorte que ainda tudo está dentro dos limites que estabelecemos, porque eles se conhecem há muito tempo.”

“Já vimos em outras equipes o quão difícil pode ser gerenciar os pilotos, e estamos tendo sorte que nosso carro está fazendo o que está fazendo, temos um pouco de margem para que eles possam brincar. Em uma situação normal do campeonato, provavelmente teríamos feito algo um pouco mais chato até agora. "
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias