Diretor da McLaren sai em defesa do estilo agressivo de Perez

Para Sam Michael, incidente entre mexicano e Kimi Raikkonen em Mônaco poderia ter sido evitado por finlandês

Sergio Perez segue dando o que falar após a agressividade mostrada nas últimas corridas. Tudo começou no GP da China, quando se defendeu duramente dos ataques de Lewis Hamilton, Fernando Alonso e, principalmente, Kimi Raikkonen, com quem chegou a se tocar.

Na prova seguinte, no Bahrein, travou uma forte batalha com o companheiro de McLaren, Jenson Button, que chegou a reclamar via rádio, e novamente com Alonso, que saiu da pista para evitar o contato. Em Mônaco, mais uma vez o espanhol, o inglês e o finlandês foram as vítimas do mexicano.

Após mais um toque, que desta vez o fez perder várias posições, Raikkonen afirmou que Perez “merecia levar um soco para ver se entende”.

Mas a cúpula da McLaren parece satisfeita com seu piloto. O diretor administrativo, Sam Michael, não vê problemas no estilo agressivo de Perez. “Não é muito diferente de como alguns dos grandes pilotos dos últimos 20 anos pilotaram”, acredita.

"Você está apostando, mas prefiro que ele seja criticado por isso do que por não ter aproveitado uma chance. Ele marcou sua autoridade no esporte e mostrou que tem habilidade para fazer isso. Não é sempre que vai dar certo, assim como com outros”.

Para Michael, o incidente com Raikkonen em Mônaco poderia ter sido evitado. “Claro que você pode argumentar que ele perdeu um quinto lugar, mas uma vez que ele tinha o compromisso de avançar, Kimi também jogou isso fora, assim como ele. Kimi sempre teve a opção de se afastar na curva.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Sergio Perez
Tipo de artigo Últimas notícias