Diretor da Pirelli vê pneus como “parte do pacote” para as ultrapassagens

compartilhar
comentários
Diretor da Pirelli vê pneus como “parte do pacote” para as ultrapassagens
Por: Julianne Cerasoli
24 de abr de 2011 08:27

Hembery faz um balanço positivo das três primeiras provas e espera a chuva “numa daquelas circunstâncias menos prováveis”

Até o travado Albert Park foi palco de diversas ultrapassagens neste ano

Mesmo sem Safety Car ou chuva, a Fórmula 1 teve emoção de sobra nestas três primeiras provas da temporada, especialmente no GP da China. A temporada de 2011 começou com 29 ultrapassagens em Melbourne, onde a média em corridas no seco é de 16,3. Na Malásia, foram 56 manobras, o recorde do circuito, que estreou em 1999 – a maior quantidade até então havia acontecido no GP de 2001, com 44 trocas de posição na pista, debaixo de chuva. E, na China, novamente a categoria superou suas marcas anteriores: 85 ultrapassagens, contra 83 contabilizadas ano passado, também com condições climáticas variadas e a intervenção do carro de segurança.

Não há dúvidas de que a falta de durabilidade dos novos pneus Pirelli tem uma boa fatia de “culpa” por estes números. Contudo, o diretor esportivo da marca italiana, Paul Hembery, faz questão de dividir as glórias.

“Os pneus são parte do pacote trazido neste ano para aumentar o número de ultrapassagens, junto do Kers e da asa traseira móvel. Nós adicionamos o ingrediente das mudanças de estratégias. Colocando os três fatores juntos, certamente tivemos um grande início de temporada. Acredito que o público esteja gostando”, afirmou ao TotalRace.

E isso, sem que os ingredientes principais da emoção nos últimos anos tenham dado as caras. O que mais surpreende é a falta de chuva, figura fácil especialmente na China, onde metade das oito provas disputadas até hoje contaram com piso molhado.

“É incrível . Normalmente, é de se esperar que haja chuva em algum desses três primeiros eventos, mas não tivemos. Provavelmente ela vai chegar numa daquelas circunstâncias menos prováveis”, aposta Hembery.

O homem forte da Pirelli garante que tudo segue como o planejado, mas garante que ainda há o que melhorar.

“A equipe está trabalhando bem. Obviamente ainda estamos melhorando o lado operacional, porque é uma parte muito difícil. Temos um time grande trabalhando aqui, com 50 pessoas.”

Os pneus, entretanto, continuarão se desgastando. E muito provavelmente veremos outros recordes de ultrapassagens caindo no decorrer do ano. O da próxima etapa em Istambul Park, por exemplo, é de 29, batido no ano passado. 

Próxima Fórmula 1 matéria
Nelsinho fecha prova em segundo na Truck Series

Previous article

Nelsinho fecha prova em segundo na Truck Series

Next article

Kubica sai do hospital após quase 30 dias internado

Kubica sai do hospital após quase 30 dias internado
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Julianne Cerasoli
Tipo de matéria Últimas notícias