Diretor de provas da F-1 sugere mudança em regras de bandeiras amarelas

Após problemas na classificação em Mônaco, Charlie Whiting diz que classificação pode ser estendida

Depois do fim controverso da classificação em Monte Carlo neste último fim de semana, o diretor de provas da Fórmula 1, Charlie Whiting, acredita que a regra de bandeiras amarelas possa ser revista. No último sábado, a classificação teve em seu fim Nico Rosberg errando e impossibilitando os outros pilotos que estavam atrás de melhorarem seus tempos.

"Por que não estender classificação por um minuto quando a bandeira amarela é mostrada nos últimos três minutos?" falou Whiting à Auto Motor und Sport da Alemanha.

"Isso daria aos pilotos afetados a chance de tentar novamente. E quem está planejando algo não teria mais motivos para fazê-lo."

Segundo os comissários da FIA, o erro de Nico Rosberg no último sábado em Monte Carlo não foi proposital.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias