Diretor pretende manter atual duração das corridas de F1

compartilhar
comentários
Diretor pretende manter atual duração das corridas de F1
10 de ago de 2018 11:22

Em meio a estudos para melhorar a qualidade das corridas, Ross Brawn acredita que atual duração é adequada: “Precisamos ter mais ação”

O diretor técnico da F1, Ross Brawn, estuda possibilidades para melhorar o espetáculo das corridas para o futuro. No entanto, um fator que ele não pretende mudar é a duração dos GPs, que considera adequada para o que se espera da categoria.

Atualmente, as corridas têm sua duração medida em distância, entre 305 e 310 km disputados (com exceção de Mônaco). Em pistas mais velozes, como Monza, a prova pode ter em torno de 1h15min de duração; já em traçados mais lentos, como Cingapura, a prova frequentemente se aproxima do limite de tempo, que é de 2h.

Brawn não acredita que este seja um item que precise ser mudado. “Uma corrida de 1h30 a 2h é correta”, disse. “Sempre acreditei nisso e, curiosamente, em todas as discussões que tive com fãs, grande porcentagem deles concorda.”

“Você assiste a uma partida de futebol: são algumas horas. Um grande evento esportivo precisa ter substância. Acho que a duração de uma corrida de F1 é a correta. Acho que precisamos é ter mais ação em uma corrida de F1.”

Um aspecto que Brawn e o corpo técnico da F1 analisam é o sistema de pontuação, vigente desde 2010 e que premia os dez mais bem colocados em todos os GPs. “Estamos tendo discussões sobre o sistema de pontos no momento. É uma grande decisão mudá-lo. Se mudarmos, ele precisa permanecer inalterado por 10 anos. Não queremos ficar mexendo nisso”, explicou.

Next article
Verstappen se diz tranquilo com confiabilidade da Honda

Previous article

Verstappen se diz tranquilo com confiabilidade da Honda

Next article

Renault pede pressa na confirmação do regulamento de 2021

Renault pede pressa na confirmação do regulamento de 2021
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1