Dirigente da Pirelli espera "agressividade" e maior desgaste dos pneus

Críticas recebidas por conservadorismo em 2014 levaram fabricante italiana a buscar reformulação para os compostos

Em entrevista concedida à Sky Sports, Paul Hembery, homem-forte da Pirelli, fornecedora de pneus da Fórmula 1, disse que prevê uma temporada mais "agressiva" em 2015. A expectativa da fabricante italiana é que os carros fiquem mais rápidos neste ano e, com isso, os pneus se desgastem mais. "Vimos alguns dados iniciais que sugerem que os carros terão bom desempenho em relação à temporada passada", contou. 
 
[publicidade]Com a mudança de regulamento para 2014, a Pirelli repassou às equipes pneus mais duros, fato que provocou algumas críticas entre os especialistas da categoria. "No ano passado, as pessoas diziam que estávamos muito conservadores e talvez um pouco chatos", reconheceu Hembery. 
 
Para cada prova, a fabricante coloca à disposição das equipes dois tipos de compostos diferentes. Ainda que o uso de compostos seja o mesmo, a expectativa é que, com o desgaste, as provas de 2015 tenham mais trocas de pneus. 
 
Enquanto o campeonato não tem início, medidas técnicas como o aprimoramento dos pneus - sobretudo dos supermacios - e o "descongelamento" do desenolvimento dos motores têm chamado a atenção de dirigentes e equipes. "Estamos interessados em ver o que vai acontecer com o descongelamento dos motores e o que isso vai significar para as equipes, especialmente nas corridas, que é onde esperamos ver uma evolução no desempenho", afirmou Hembery. 
 
Desde a chegada da Pirelli à categoria, em 2011, as corridas foram marcadas pelo alto desgaste dos pneus. 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias