Domenicali credita crescimento da Ferrari à atitude de Alonso

Para dirigente, conduta do bicampeão quando o F2012 "não era um carro" ajudou o time a virar o jogo

Alonso está na terceira temporada na Ferrari

É lugar-comum dentro da Ferrari colocar na cota de Fernando Alonso a responsabilidade pela liderança no Mundial de Pilotos. Afinal, os dirigentes e principais engenheiros da equipe reconhecem que a temporada irretocável até aqui do espanhol ajudou a esconder diversos pontos fracos de um projeto de carro que começou equivocado e ainda não é o melhor do grid.

Para o chefe da equipe, Stefano Domenicali, foi justamente a atitude positiva do bicampeão nos momentos difíceis que ajudou a Ferrari a tirar o máximo de um carro que não nasceu bem.

“Fernando está em nossa família há muitos anos, então sua maneira de trabalhar já faz parte de nossa equipe. Mas neste ano foi importante, por parte dele, não perder a fé no time e não ter deixado de acreditar no que ele estava fazendo quando tivemos dias difíceis no início da temporada, com um carro que não era um carro.”

“Vê-lo sempre motivado e focado no trabalho foi muito bom e é algo que faz diferença quando você está sob pressão, quando tem de trabalhar duro para melhorar. Quando você vê que um campeão do mundo está dando tudo para fazer com que a equipe trabalhe da maneira correta é fundamental. Temos de agradecê-lo muito por isso.”

Mas o próprio Alonso não se deixa levar pela chuva de elogios. Em sua 11ª temporada na F-1 como piloto titular, o espanhol acredita que a lua-de-mel com público e crítica tem data para acabar.

“Sei como isso funciona. Se sair na primeira curva na próxima prova, vão dizer que estou desconcentrado e tenho de pensar em aposentadoria. Sei que haverá momentos bons e ruins. Agora é um momento bom e não tenho cometido muitos erros, mas, quando isso acontecer, as opiniões vão mudar. Tento me manter à margem.”

“O mesmo acontece em relação à equipe. Agora, não importa o que fizermos na estratégia, sempre será ruim. Virou como o futebol, em que todos opinamos e sabemos qual a melhor escalação a cada partida – todos sabem em qual volta devemos parar e qual pneu temos de colocar. Temos de tentar fazer sempre o melhor possível, independente do que digam.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias